DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 05/12/2019

“Viver a vocação como uma constante missão”

Pela primeira vez, um ministro ordenado é enviado

 
O casal Gilson e Bernadete: primeiro ministro ordenado em missão na Amazônia O casal Gilson e Bernadete: primeiro ministro ordenado em missão na Amazônia | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

      A novidade no grupo deste ano entre os missionários que embarcam dia 9 para Lábrea é o diácono Gilson Camilo dos Santos e sua esposa Bernadete. Desde que se firmou a parceria  entre a diocese e a prelazia nunca um ministro ordenado saiu em missão para a região amazônica. O diácono Gilson é mineiro, natural de Serrania, tem 55 anos e é casado com Bernadete de Fátima Camilo da Silva há 30 anos. Foi ordenado diácono permanente em junho de 2013 e desde o início deste ano está na presidência da Caritas Diocesana.

      Eletromecânico industrial por profissão, o diácono serve na Paróquia Nossa Senhora do Pilar, na Palmeirinha, em Ponta Grossa. “O envio deu uma segurança porque vai chegando perto do embarque dá um pouco de medo. Deixar tudo, neste período de preparação da vinda de Jesus: novena, enfeitar a casa, montar o presépio... e não fazer nada disso, deu uma tristeza. Mas, hoje o sentimento foi renovado”, dizia, contando que a esposa está com problema de saúde, pressão alta, mas que já está tratando. “Partiu dela ir em missão. Está bastante empolgada”, garantiu.

      Iuri Nack Buss, seminarista diocesano, está concluindo a etapa do Discipulado. É natural de Ponta Grossa e sua paróquia de origem é a Santa Teresinha. “A missão na Prelazia de Lábrea, nossa Igreja irmã, será uma oportunidade de viver e testemunhar a alegria do Evangelho junto com os povos amazônicos. Todos somos batizados e enviados em nossa Igreja, constantemente em saída, mas na caminhada vocacional que visa o sacerdócio, estar com o povo de Deus é fundamental para ter o coração cada vez mais configurado ao coração de Jesus, Bom Pastor”, comentava Iuri.

      Para Flávia Carla Nascimento, coordenadora diocesana da Pastoral de Animação Bíblico-Catequética, se trata de uma grande alegria poder colocar a vida a serviço do Reino. “A minha vida é consagrada a Deus e é uma forma assim bem concreta de fazer com que essa consagração possa gerar frutos de missão na Igreja. Espero trocar experiências com os catequistas, receber informações, porque eles têm muito a nos ensinar”, enfatizou.


Expedição Lábrea

      A jornalista Cláudia Aparecida Carneiro segue para Lábrea com uma missão específica: a comunicação evangelizadora. Assessora de comunicação da Diocese há quase quatro anos, a repórter parte com a função de registrar o desenvolvimento do trabalho missionário na prelazia, focando não só na ação do grupo que segue este ano, mas do padre José Nilson Santos e os demais sacerdotes e religiosos que servem no prelado. Serão  produzidos materiais para rádio, televisão e mídia impressa, além das mídias sociais da própria diocese. “A intenção, inclusive, é colher imagens para a produção de um e-book  e de mini-documentários. Tudo com o intuito de mostrar como é a realidade daquelas comunidades e como se dá, na prática, o Projeto Igreja-Irmã, que tanto os diocesanos da nossa região tem ajudado seja em campanhas de arrecadação de fundos, seja na presença física de missionários”, explicou. 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Live atinge mais de 10 mil pessoas   |   Missa do Crisma será no feriado   |   Catedral faz festa pelos seus 197 anos   |   Missa online vai ‘conectar’ jovens   |  





Publicado em: 05/12/2019

“Viver a vocação como uma constante missão”

Pela primeira vez, um ministro ordenado é enviado

 

      A novidade no grupo deste ano entre os missionários que embarcam dia 9 para Lábrea é o diácono Gilson Camilo dos Santos e sua esposa Bernadete. Desde que se firmou a parceria  entre a diocese e a prelazia nunca um ministro ordenado saiu em missão para a região amazônica. O diácono Gilson é mineiro, natural de Serrania, tem 55 anos e é casado com Bernadete de Fátima Camilo da Silva há 30 anos. Foi ordenado diácono permanente em junho de 2013 e desde o início deste ano está na presidência da Caritas Diocesana.

      Eletromecânico industrial por profissão, o diácono serve na Paróquia Nossa Senhora do Pilar, na Palmeirinha, em Ponta Grossa. “O envio deu uma segurança porque vai chegando perto do embarque dá um pouco de medo. Deixar tudo, neste período de preparação da vinda de Jesus: novena, enfeitar a casa, montar o presépio... e não fazer nada disso, deu uma tristeza. Mas, hoje o sentimento foi renovado”, dizia, contando que a esposa está com problema de saúde, pressão alta, mas que já está tratando. “Partiu dela ir em missão. Está bastante empolgada”, garantiu.

      Iuri Nack Buss, seminarista diocesano, está concluindo a etapa do Discipulado. É natural de Ponta Grossa e sua paróquia de origem é a Santa Teresinha. “A missão na Prelazia de Lábrea, nossa Igreja irmã, será uma oportunidade de viver e testemunhar a alegria do Evangelho junto com os povos amazônicos. Todos somos batizados e enviados em nossa Igreja, constantemente em saída, mas na caminhada vocacional que visa o sacerdócio, estar com o povo de Deus é fundamental para ter o coração cada vez mais configurado ao coração de Jesus, Bom Pastor”, comentava Iuri.

      Para Flávia Carla Nascimento, coordenadora diocesana da Pastoral de Animação Bíblico-Catequética, se trata de uma grande alegria poder colocar a vida a serviço do Reino. “A minha vida é consagrada a Deus e é uma forma assim bem concreta de fazer com que essa consagração possa gerar frutos de missão na Igreja. Espero trocar experiências com os catequistas, receber informações, porque eles têm muito a nos ensinar”, enfatizou.


Expedição Lábrea

      A jornalista Cláudia Aparecida Carneiro segue para Lábrea com uma missão específica: a comunicação evangelizadora. Assessora de comunicação da Diocese há quase quatro anos, a repórter parte com a função de registrar o desenvolvimento do trabalho missionário na prelazia, focando não só na ação do grupo que segue este ano, mas do padre José Nilson Santos e os demais sacerdotes e religiosos que servem no prelado. Serão  produzidos materiais para rádio, televisão e mídia impressa, além das mídias sociais da própria diocese. “A intenção, inclusive, é colher imagens para a produção de um e-book  e de mini-documentários. Tudo com o intuito de mostrar como é a realidade daquelas comunidades e como se dá, na prática, o Projeto Igreja-Irmã, que tanto os diocesanos da nossa região tem ajudado seja em campanhas de arrecadação de fundos, seja na presença física de missionários”, explicou. 


Diocede Ponta Grossa
O casal Gilson e Bernadete: primeiro ministro ordenado em missão na Amazônia   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
A celebração do envio se deu na noite desta terça-feira   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Flávia é leiga consagrada e coordenadora diocesana da Catequese   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia