DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 27/02/2020

Campanha da Fraternidade lançada na Diocese

Cerimônia aconteceu nesta quarta-feira

 
Padres e representantes de pastorais, movimentos e entidades católicas acompanharam o lançamento Padres e representantes de pastorais, movimentos e entidades católicas acompanharam o lançamento | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

      Lançada nesta Quarta-Feira a Campanha da Fraternidade Campanha 2020, ‘Fraternidade e vida: dom e compromisso’, que tem como lema, ‘Viu, sentiu compaixão e cuidou dele’. Acompanharam o lançamento padres, representantes de pastorais, movimentos e associações católicos, integrantes da comissão diocesana da Campanha e da imprensa. O ato foi presidido pelo vigário geral da Diocese de Ponta Grossa, padre Jaime Rossa, que falou em nome do bispo dom Sergio Arthur Braschi, em viagem ao Vaticano até esta quinta-feira (27).

      Um dos coordenadores diocesanos da Campanha da Fraternidade, Antônio Portela, considera o tema bastante forte e contundente.  “Convidamos todos a fazermos essa campanha fraternal, demostrando os nossos dons e o compromisso com a vida, com um olhar diferente, como demonstra o lema, ‘Viu, sentiu compaixão e cuidou dele’. E é para este ‘ver’ que estamos convidando, enquanto igreja, ver com o olhar do bom samaritano, ver com o olhar do próprio Cristo para podermos entender este olhar. Porque ver, vemos todos os dias: as dificuldades, os problemas, vemos pessoas pedindo no semáforo, a vida ameaçada a cada instante, quando uma futura mãe tenta abortar seu filho e muitos apoiam, ver a vida sendo questionada até mesmo do idoso... É preciso olhar de maneira diferente para tudo o que vem ao encontro da vida”, fundamenta Portela.

      De acordo com Portela, que coordena a Campanha da Fraternidade há mais de dez anos ao lado de sua esposa, iria Vieira Portela, é preciso voltar a Genesis, quando Deus faz a sua criação maior, que é a Humanidade, o homem, e vê que era muito bom. “É preciso que tenhamos este mesmo olhar que Deus teve para com a Humanidade, o olhar do samaritano, o que Jesus Cristo teve para com aquele irmão caído. Pretendemos, diante dessa proposta, sairmos, ir ao encontro, ter compaixão, mas a compaixão segundo as Escrituras e proposta da igreja. Para que todos os que nos ouvirem possam sentir na presença do Cristo”.           

      O vigário geral da Diocese, padre Jaime Rossa, ressaltou que a Campanha da Fraternidade 2020 nos convoca a atuar no mundo como comunidade em saída rumo às periferias humanas e existenciais se refletindo em ações concretas. “Sendo assim, incentivados a ver, analisar e criar ações concretas a partir da identificação, em nossas proximidades, de qual tipo de vida fragilizada precisa ser defendida com mais urgência, a Campanha da Fraternidade na Diocese de Ponta Grossa foi pensada a partir de três questionamentos: o que temos? O que queremos? E o que pretendemos na campanha?”, destacou, citando o compromisso diocesano,  “sensibilizar e mobilizar todas as comunidades, lideranças religiosas e leigas para a promoção, proteção e defesa da vida em todos os sentidos e formas, condições e situações sociais”

      Ainda conforme o vigário geral, durante o tempo quaresmal todos terão oportunidade de conhecer melhor o tema da Campanha. “Lembro que a Campanha da Fraternidade se reflete em ações durante o ano todo, bem como que há diversos modos de participar e de se realizar a promoção, proteção e defesa da vida, assim, os padres, as paróquias, os movimentos eclesiais, os grupos familiares, as comunidades, a sociedade como um todo poderão à luz do Compromisso Diocesano estabelecido identificar qual tipo de vida fragilizada precisa ser defendida com mais urgência e definir as práticas a serem desenvolvidas.“


  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Lives substituem reuniões de autoajuda   |   Celebrações seguem proibidas na diocese   |   Rádio Sant’Ana vai sediar Santa Missa   |   Igreja vai celebrar a Eucaristia à distância   |  





Publicado em: 27/02/2020

Campanha da Fraternidade lançada na Diocese

Cerimônia aconteceu nesta quarta-feira

 

      Lançada nesta Quarta-Feira a Campanha da Fraternidade Campanha 2020, ‘Fraternidade e vida: dom e compromisso’, que tem como lema, ‘Viu, sentiu compaixão e cuidou dele’. Acompanharam o lançamento padres, representantes de pastorais, movimentos e associações católicos, integrantes da comissão diocesana da Campanha e da imprensa. O ato foi presidido pelo vigário geral da Diocese de Ponta Grossa, padre Jaime Rossa, que falou em nome do bispo dom Sergio Arthur Braschi, em viagem ao Vaticano até esta quinta-feira (27).

      Um dos coordenadores diocesanos da Campanha da Fraternidade, Antônio Portela, considera o tema bastante forte e contundente.  “Convidamos todos a fazermos essa campanha fraternal, demostrando os nossos dons e o compromisso com a vida, com um olhar diferente, como demonstra o lema, ‘Viu, sentiu compaixão e cuidou dele’. E é para este ‘ver’ que estamos convidando, enquanto igreja, ver com o olhar do bom samaritano, ver com o olhar do próprio Cristo para podermos entender este olhar. Porque ver, vemos todos os dias: as dificuldades, os problemas, vemos pessoas pedindo no semáforo, a vida ameaçada a cada instante, quando uma futura mãe tenta abortar seu filho e muitos apoiam, ver a vida sendo questionada até mesmo do idoso... É preciso olhar de maneira diferente para tudo o que vem ao encontro da vida”, fundamenta Portela.

      De acordo com Portela, que coordena a Campanha da Fraternidade há mais de dez anos ao lado de sua esposa, iria Vieira Portela, é preciso voltar a Genesis, quando Deus faz a sua criação maior, que é a Humanidade, o homem, e vê que era muito bom. “É preciso que tenhamos este mesmo olhar que Deus teve para com a Humanidade, o olhar do samaritano, o que Jesus Cristo teve para com aquele irmão caído. Pretendemos, diante dessa proposta, sairmos, ir ao encontro, ter compaixão, mas a compaixão segundo as Escrituras e proposta da igreja. Para que todos os que nos ouvirem possam sentir na presença do Cristo”.           

      O vigário geral da Diocese, padre Jaime Rossa, ressaltou que a Campanha da Fraternidade 2020 nos convoca a atuar no mundo como comunidade em saída rumo às periferias humanas e existenciais se refletindo em ações concretas. “Sendo assim, incentivados a ver, analisar e criar ações concretas a partir da identificação, em nossas proximidades, de qual tipo de vida fragilizada precisa ser defendida com mais urgência, a Campanha da Fraternidade na Diocese de Ponta Grossa foi pensada a partir de três questionamentos: o que temos? O que queremos? E o que pretendemos na campanha?”, destacou, citando o compromisso diocesano,  “sensibilizar e mobilizar todas as comunidades, lideranças religiosas e leigas para a promoção, proteção e defesa da vida em todos os sentidos e formas, condições e situações sociais”

      Ainda conforme o vigário geral, durante o tempo quaresmal todos terão oportunidade de conhecer melhor o tema da Campanha. “Lembro que a Campanha da Fraternidade se reflete em ações durante o ano todo, bem como que há diversos modos de participar e de se realizar a promoção, proteção e defesa da vida, assim, os padres, as paróquias, os movimentos eclesiais, os grupos familiares, as comunidades, a sociedade como um todo poderão à luz do Compromisso Diocesano estabelecido identificar qual tipo de vida fragilizada precisa ser defendida com mais urgência e definir as práticas a serem desenvolvidas.“


Diocede Ponta Grossa
Padres e representantes de pastorais, movimentos e entidades católicas acompanharam o lançamento   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia