DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 31/03/2020

Celebrações seguem proibidas na diocese

Igrejas podem abrir, mas sem aglomeração de fiéis

 
Dom Sergio está bem de saúde e segue em isolamento social, em casa Dom Sergio está bem de saúde e segue em isolamento social, em casa | Crédito: Arquivo AssCom Diocese de Ponta Grossa

      Ainda que o governo estadual tenha esclarecido, via decreto, na terça-feira (31), que as atividades religiosas estão permitidas no Paraná - desde que realizadas por meio de aconselhamento individual - mas seguem proibidos cultos e missas presenciais, o bispo dom Sergio Arthur Braschi reforça que a orientação segue a mesma na Diocese de Ponta Grossa. A determinação é para que não aconteçam reuniões, missas nem outras funções com participação de pessoas. “As igrejas das paróquias estão abertas, limpas e arejadas para quem quiser ir rezar sozinho. Mas, insisto que você, que é idoso ou que pertence ao grupo de risco, não vá a igreja”.

      Dom Sergio justifica o pedido. “Reze em casa, pela Rádio Sant’Ana, pelas tvs católicas...Mande alguém mais jovem ao mercado, à farmácia. Você, fique em casa! É o que estou fazendo porque pertenço ao grupo de risco. Na última semana, por exemplo, só saí uma vez, para tomar a vacina contra a gripe”, contou, ressaltando que está bem de saúde, ainda que em isolamento em casa, rezando por todas as pessoas da diocese. “Sobretudo os profissionais da saúde, médicos, enfermeiros, religiosos, especialmente os que estão contaminados, hospitalizados ou em casa”, acrescenta o bispo.

      De acordo com o bispo, até sábado (4) serão mantidas as determinações já divulgadas nos 17 municípios que formam a diocese. “Proximamente, virão orientações para a Semana Santa e os 50 dias do Tempo Pascal. Agradeço as mensagens, as orações e o carinho de todos”, comenta. Os integrantes das pastorais da Comunicação das paróquias têm se esmerado para implementar sugestão do próprio governo do Estado e utilizar os meios virtuais em substituição às reuniões coletivas. Missas, terços, adoração ao Santíssimo, novenas estão sendo transmitidos via Facebook, Instagran e por emissoras de rádio.

      “O que o bispo me pediu é que insistamos na nossa prioridade diocesana, Igreja e Família na Cultura Urbana. Sobretudo, valorizar a possibilidade de oração em família, sem sair de casa. Nas paróquias, a Via –Sacra, é feita, de acordo com a criatividade de cada comunidade e, geralmente, com transmissão pelo Facebook”, exemplifica o coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, padre Joel Nalepa.


  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Setor Juventude realiza ‘II Conecta’   |   ‘Colaborar com a missão é presentear Jesus’   |   Campanha da Fraternidade será ecumênica   |   Missa acolhe relíquia de São João Paulo II   |  





Publicado em: 31/03/2020

Celebrações seguem proibidas na diocese

Igrejas podem abrir, mas sem aglomeração de fiéis

 

      Ainda que o governo estadual tenha esclarecido, via decreto, na terça-feira (31), que as atividades religiosas estão permitidas no Paraná - desde que realizadas por meio de aconselhamento individual - mas seguem proibidos cultos e missas presenciais, o bispo dom Sergio Arthur Braschi reforça que a orientação segue a mesma na Diocese de Ponta Grossa. A determinação é para que não aconteçam reuniões, missas nem outras funções com participação de pessoas. “As igrejas das paróquias estão abertas, limpas e arejadas para quem quiser ir rezar sozinho. Mas, insisto que você, que é idoso ou que pertence ao grupo de risco, não vá a igreja”.

      Dom Sergio justifica o pedido. “Reze em casa, pela Rádio Sant’Ana, pelas tvs católicas...Mande alguém mais jovem ao mercado, à farmácia. Você, fique em casa! É o que estou fazendo porque pertenço ao grupo de risco. Na última semana, por exemplo, só saí uma vez, para tomar a vacina contra a gripe”, contou, ressaltando que está bem de saúde, ainda que em isolamento em casa, rezando por todas as pessoas da diocese. “Sobretudo os profissionais da saúde, médicos, enfermeiros, religiosos, especialmente os que estão contaminados, hospitalizados ou em casa”, acrescenta o bispo.

      De acordo com o bispo, até sábado (4) serão mantidas as determinações já divulgadas nos 17 municípios que formam a diocese. “Proximamente, virão orientações para a Semana Santa e os 50 dias do Tempo Pascal. Agradeço as mensagens, as orações e o carinho de todos”, comenta. Os integrantes das pastorais da Comunicação das paróquias têm se esmerado para implementar sugestão do próprio governo do Estado e utilizar os meios virtuais em substituição às reuniões coletivas. Missas, terços, adoração ao Santíssimo, novenas estão sendo transmitidos via Facebook, Instagran e por emissoras de rádio.

      “O que o bispo me pediu é que insistamos na nossa prioridade diocesana, Igreja e Família na Cultura Urbana. Sobretudo, valorizar a possibilidade de oração em família, sem sair de casa. Nas paróquias, a Via –Sacra, é feita, de acordo com a criatividade de cada comunidade e, geralmente, com transmissão pelo Facebook”, exemplifica o coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, padre Joel Nalepa.


Diocede Ponta Grossa
Dom Sergio está bem de saúde e segue em isolamento social, em casa   |   Arquivo AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia