DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 08/04/2020

Cáritas ajuda quem precisa do auxílio emergencial

Ação preenche formulário e acessa cadastro único

 
O atendimento vem sendo feito na sede da Cáritas, na Vila Liane O atendimento vem sendo feito na sede da Cáritas, na Vila Liane | Crédito: Ana Andrade/Cáritas Diocesana

      Vivenciando sua missão de defender e promover toda forma de vida e participar da construção solidária da sociedade do Bem Viver, sinal do Reino de Deus, junto com as pessoas em situação de vulnerabilidade, a Cáritas Diocesana de Ponta Grossa está ajudando pessoas com dificuldade em acessar o auxílio emergencial do governo federal. O atendimento, iniciado já na segunda-feira (6), é feito pessoalmente – via agendamento – das 8 às 14 horas e pelo telefone 3226-1165 (whatsApp). Na terça-feira, quando foi liberado o aplicativo, duas pessoas estiveram na sede da Cáritas e 15 foram atendidas pela internet.

      “Estamos auxiliando no preenchimento do formulário e na consulta do Cadastro Único no site do governo federal. As pessoas vêm para tirar dúvidas ou para fazer o cadastro, já que muitas não têm acesso à internet”, informa a assistente social da Cáritas, Érica Francine Clarindo Pilarski, lembrando que o atendimento se dá na sede da Cáritas – Rua Padre César de Buss, 335, Vila Liane. Entre segunda-feira e esta quarta, em torno de 60 pessoas foram atendidas, entre brasileiros e migrantes. “Muitos vêm também pedir cesta básica”, acrescenta Érica.

      De acordo com a assistente social, as pessoas têm mais dúvida se tem direito ou não ao auxílio. “A orientação é, antes de se cadastrar no aplicativo do governo, elas possam averiguar se estão inscritas no Cadastro Único. Isso podemos fazer aqui também, se as pessoas tiverem dificuldades. A intenção é poder fazer essas consultas e cadastros pelo telefone ou whats, evitando, assim, aglomerações como tem sido orientado pelos órgãos oficiais. Mas, em casos urgentes podemos atender pessoalmente, desde que agendado”, destaca.

      O presidente da Cáritas Diocesana, Gilson Camilo da Silva, ressalta que, mais uma vez, a organização humanitária da Igreja Católica se coloca à disposição daqueles que mais precisam. “Para os que têm dificuldade em acessar o site da Caixa Econômica ou mesmo o site do governo, é só ir até a Cáritas ou ligar”, orienta. O ecônomo da Diocese de Ponta Grossa, padre Mário Dwulatka, lembra que a ação encontra eco em um dos quatro pilares da ação evangelizadora, apontados pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB):  Iniciação à Vida Cristã (Catequese), Pão (Liturgia) e Caridade ou pastorais sociais (Càritas). “Pilares fielmente assumidos aqui na diocese”, enfatiza.


  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Setor Juventude realiza ‘II Conecta’   |   ‘Colaborar com a missão é presentear Jesus’   |   Campanha da Fraternidade será ecumênica   |   Missa acolhe relíquia de São João Paulo II   |  





Publicado em: 08/04/2020

Cáritas ajuda quem precisa do auxílio emergencial

Ação preenche formulário e acessa cadastro único

 

      Vivenciando sua missão de defender e promover toda forma de vida e participar da construção solidária da sociedade do Bem Viver, sinal do Reino de Deus, junto com as pessoas em situação de vulnerabilidade, a Cáritas Diocesana de Ponta Grossa está ajudando pessoas com dificuldade em acessar o auxílio emergencial do governo federal. O atendimento, iniciado já na segunda-feira (6), é feito pessoalmente – via agendamento – das 8 às 14 horas e pelo telefone 3226-1165 (whatsApp). Na terça-feira, quando foi liberado o aplicativo, duas pessoas estiveram na sede da Cáritas e 15 foram atendidas pela internet.

      “Estamos auxiliando no preenchimento do formulário e na consulta do Cadastro Único no site do governo federal. As pessoas vêm para tirar dúvidas ou para fazer o cadastro, já que muitas não têm acesso à internet”, informa a assistente social da Cáritas, Érica Francine Clarindo Pilarski, lembrando que o atendimento se dá na sede da Cáritas – Rua Padre César de Buss, 335, Vila Liane. Entre segunda-feira e esta quarta, em torno de 60 pessoas foram atendidas, entre brasileiros e migrantes. “Muitos vêm também pedir cesta básica”, acrescenta Érica.

      De acordo com a assistente social, as pessoas têm mais dúvida se tem direito ou não ao auxílio. “A orientação é, antes de se cadastrar no aplicativo do governo, elas possam averiguar se estão inscritas no Cadastro Único. Isso podemos fazer aqui também, se as pessoas tiverem dificuldades. A intenção é poder fazer essas consultas e cadastros pelo telefone ou whats, evitando, assim, aglomerações como tem sido orientado pelos órgãos oficiais. Mas, em casos urgentes podemos atender pessoalmente, desde que agendado”, destaca.

      O presidente da Cáritas Diocesana, Gilson Camilo da Silva, ressalta que, mais uma vez, a organização humanitária da Igreja Católica se coloca à disposição daqueles que mais precisam. “Para os que têm dificuldade em acessar o site da Caixa Econômica ou mesmo o site do governo, é só ir até a Cáritas ou ligar”, orienta. O ecônomo da Diocese de Ponta Grossa, padre Mário Dwulatka, lembra que a ação encontra eco em um dos quatro pilares da ação evangelizadora, apontados pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB):  Iniciação à Vida Cristã (Catequese), Pão (Liturgia) e Caridade ou pastorais sociais (Càritas). “Pilares fielmente assumidos aqui na diocese”, enfatiza.


Diocede Ponta Grossa
O atendimento vem sendo feito na sede da Cáritas, na Vila Liane   |   Ana Andrade/Cáritas Diocesana


Navegue até a sua Paróquia