DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 09/07/2020

Pastoral do Idoso motiva agentes

Carta alerta para casos críticos e de risco

 
Líderes e coordenadores se reúnem em formações durante o ano, em Ponta Grossa Líderes e coordenadores se reúnem em formações durante o ano, em Ponta Grossa | Crédito: Arquivo AssCom

      Coordenadores e líderes da Pastoral do Idoso da Diocese de Ponta Grossa receberam, essa semana, palavras de estímulo e ânimo. Uma carta circular, assinada pelo diácono Luiz Afonso Freytag, coordenador diocesano pastoral, foi direcionada aos agentes para motivá-los e também reiterar que fiquem atentos, mesmo distantes, quanto a situação do idoso. A orientação é para que, já que não é possível fazer visita, os coordenadores motivem outras pessoas para verificar situações críticas e de risco.

      “Vivemos dias de pandemia e de isolamento social. De forma especial, as pessoas idosas que, segundo a Organização Mundial da Saúde, são público de risco. Bem sabemos que muitas pessoas idosas já sofrem com o abandono e isolamento social por falta de familiares e/ou vivência comunitária. A sua presença pastoral traz a eles um alento e a presença da Igreja, por isso neste momento precisamos ser como disse São Vicente de Paulo: ‘inventivos no infinito’, isto é, criar possibilidades de acompanhamento a distância”, comenta o diácono na carta, lembrando, porém, que o maior e mais bonito gesto é a oração por todos aqueles que são visitados.

      O coordenador diocesano agradeceu o trabalho pastoral de todos os agentes e pediu que sejam seguidas as orientações das autoridades sanitárias e o uso de máscaras. O assistente social da Associação da Pessoa Idosa, Adrianis Galdino Júnior, afirmou que os líderes gostaram muito da circular. “Primeiro porque foi uma forma de ânimo para a missão. Depois, frente ao cenário da pandemia, que traz medo, a circular foi um convite a manter firmes a fé e esperança no Deus vivo e verdadeiro. Este tipo de ação traz o sentido de pertença à Pastoral da Pessoa Idosa, motiva e aproxima os líderes e coordenadores”, avalia.

      Na Diocese de Ponta Grossa, são 120 líderes da pastoral e entre 700 e 750 idosos visitados regularmente.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Semana da Família ganha as redes sociais   |   Padre Alexandre completa um ano de ordenação   |   Diversas faces do padre mostradas em live   |   Live Vocacional fala da vida do padre   |  





Publicado em: 09/07/2020

Pastoral do Idoso motiva agentes

Carta alerta para casos críticos e de risco

 

      Coordenadores e líderes da Pastoral do Idoso da Diocese de Ponta Grossa receberam, essa semana, palavras de estímulo e ânimo. Uma carta circular, assinada pelo diácono Luiz Afonso Freytag, coordenador diocesano pastoral, foi direcionada aos agentes para motivá-los e também reiterar que fiquem atentos, mesmo distantes, quanto a situação do idoso. A orientação é para que, já que não é possível fazer visita, os coordenadores motivem outras pessoas para verificar situações críticas e de risco.

      “Vivemos dias de pandemia e de isolamento social. De forma especial, as pessoas idosas que, segundo a Organização Mundial da Saúde, são público de risco. Bem sabemos que muitas pessoas idosas já sofrem com o abandono e isolamento social por falta de familiares e/ou vivência comunitária. A sua presença pastoral traz a eles um alento e a presença da Igreja, por isso neste momento precisamos ser como disse São Vicente de Paulo: ‘inventivos no infinito’, isto é, criar possibilidades de acompanhamento a distância”, comenta o diácono na carta, lembrando, porém, que o maior e mais bonito gesto é a oração por todos aqueles que são visitados.

      O coordenador diocesano agradeceu o trabalho pastoral de todos os agentes e pediu que sejam seguidas as orientações das autoridades sanitárias e o uso de máscaras. O assistente social da Associação da Pessoa Idosa, Adrianis Galdino Júnior, afirmou que os líderes gostaram muito da circular. “Primeiro porque foi uma forma de ânimo para a missão. Depois, frente ao cenário da pandemia, que traz medo, a circular foi um convite a manter firmes a fé e esperança no Deus vivo e verdadeiro. Este tipo de ação traz o sentido de pertença à Pastoral da Pessoa Idosa, motiva e aproxima os líderes e coordenadores”, avalia.

      Na Diocese de Ponta Grossa, são 120 líderes da pastoral e entre 700 e 750 idosos visitados regularmente.


Diocede Ponta Grossa
Líderes e coordenadores se reúnem em formações durante o ano, em Ponta Grossa   |   Arquivo AssCom

Diocede Ponta Grossa
Os agentes da Pastoral do Idoso atuam também em Carambeí, Ipiranga, Tibagi e Piraí do Sul   |   Arquivo AssCom


Navegue até a sua Paróquia