DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 10/02/2021

Padre José Lauro assume ‘Medianeira’

Missa de posse na paróquia aconteceu no domingo

 
Pe. Zé Lauro diante do altar realiza o Juramento de Fidelidade segundo a fórmula da Santa Sé Pe. Zé Lauro diante do altar realiza o Juramento de Fidelidade segundo a fórmula da Santa Sé | Crédito: Reprodução Facebook Paróquia Nossa Senhora Medianeira

     “Espero podermos caminhar juntos”. Com essa frase padre José Lauro Gonçalves Gomes resumiu a expectativa sobre a missão que recebeu do bispo dom Sergio Arthur Braschi de pastorear a comunidade católica da Paróquia Nossa Senhora Medianeira, em Ponta Grossa. A celebração que marcou a posse do novo pároco aconteceu na noite deste domingo (7), em um clima ainda de muita consternação já que a mudança na condução da comunidade se deu em função da morte do padre Márcio Milek Marques, ocorrida no último dia 3.

     Padre José Lauro é o quinto pároco da Nossa Senhora Medianeira, fundada em fevereiro de 2006 e que conta com quatro capelas. O novo pároco veio transferido de Tibagi, onde respondia pela Paróquia Nossa Senhora dos Remédios desde 7 de janeiro de 2018. E sua ligação com a Paróquia Nossa Senhora Medianeira já existia, ainda que indiretamente. Padre José Lauro foi padrinho de ordenação do padre Márcio. “Fui eu quem levou ele para o seminário”, contava na semana passada, quando esteve conhecendo a paróquia. A fala ilustrou o comentário feito por dom Sergio durante a celebração, quando citou que o sacerdote trabalhou muitos anos pelas vocações e continua sempre interessado pelo seminário.

     Em sua caminhada, padre José Lauro foi reitor de todos os seminários diocesanos, onde exerceu também a função de ecônomo. Foi ainda coordenador diocesano da Pastoral Vocacional. O sacerdote foi pároco das paróquias São Cristóvão e São Sebastião, em Ponta Grossa. “Quando eu falei com ele, ele, com seu espírito sacerdotal, prontamente aceitou. Certamente padre José Lauro vai ajudar vocês a crescerem no espírito missionário”, comentou dom Sergio, citando que o padre esteve por oito anos em missão na região amazônica, primeiro em Rondônia e, depois na Prelazia de Lábrea, no Amazonas.

     “Rezemos pelo novo padre, pelo início de um pastoreio, pelo serviço. Inicia um novo tempo na vida da paróquia. Diferente. E como é Deus quem manda o seu pastor, vão ser novos progressos, em novos campos, novos aspectos. O povo sai ganhando. Suplico que Deus derrame bênçãos sobre o padre e a comunidade, que ela possa realmente crescer e não esquecer que tem um intercessor no céu. Padre Márcio intercede pelo padre José Lauro e pelo povo que ele amou”, destacou o bispo.

     Padre José Lauro fez sua missa de despedida, em Tibagi, no domingo pela manhã. O sentimento na paróquia era de tristeza. “Ele foi mais do que um padre para mim; eu diria que foi como um avô, sempre se preocupava comigo, um ótimo amigo, sempre companheiro e uma pessoa com um coração gigante. Trabalhar com ele foi a melhor coisa que me aconteceu. Na paróquia, deixou projetos a serem realizados. Foi muito triste quando recebi a notícia que ele seria transferido”, lamentava Bruno Marcelo Garcez, da Pastoral da Liturgia da Paróquia Nossa Senhora dos Remédios.

     “Agradeço a acolhida desde o dia em que cheguei, na sexta-feira. Agradeço a confiança de dom Sergio. Vou aprender com vocês a caminhada. Saber da caminhada e aprender os caminhos da paróquia. Vou estar à disposição, me esforçar ao máximo para corresponder à expectativa que vocês têm, é claro que, contando com a ajuda e apoio de cada um”, pediu o novo pároco.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Escola de Teologia abre nova turma   |   Padre Osvaldo faz balanço da missão   |   Aberta a Campanha da Fraternidade 2021   |   Um ano da visita ‘ad limina Apostolorum’   |  





Publicado em: 10/02/2021

Padre José Lauro assume ‘Medianeira’

Missa de posse na paróquia aconteceu no domingo

 

     “Espero podermos caminhar juntos”. Com essa frase padre José Lauro Gonçalves Gomes resumiu a expectativa sobre a missão que recebeu do bispo dom Sergio Arthur Braschi de pastorear a comunidade católica da Paróquia Nossa Senhora Medianeira, em Ponta Grossa. A celebração que marcou a posse do novo pároco aconteceu na noite deste domingo (7), em um clima ainda de muita consternação já que a mudança na condução da comunidade se deu em função da morte do padre Márcio Milek Marques, ocorrida no último dia 3.

     Padre José Lauro é o quinto pároco da Nossa Senhora Medianeira, fundada em fevereiro de 2006 e que conta com quatro capelas. O novo pároco veio transferido de Tibagi, onde respondia pela Paróquia Nossa Senhora dos Remédios desde 7 de janeiro de 2018. E sua ligação com a Paróquia Nossa Senhora Medianeira já existia, ainda que indiretamente. Padre José Lauro foi padrinho de ordenação do padre Márcio. “Fui eu quem levou ele para o seminário”, contava na semana passada, quando esteve conhecendo a paróquia. A fala ilustrou o comentário feito por dom Sergio durante a celebração, quando citou que o sacerdote trabalhou muitos anos pelas vocações e continua sempre interessado pelo seminário.

     Em sua caminhada, padre José Lauro foi reitor de todos os seminários diocesanos, onde exerceu também a função de ecônomo. Foi ainda coordenador diocesano da Pastoral Vocacional. O sacerdote foi pároco das paróquias São Cristóvão e São Sebastião, em Ponta Grossa. “Quando eu falei com ele, ele, com seu espírito sacerdotal, prontamente aceitou. Certamente padre José Lauro vai ajudar vocês a crescerem no espírito missionário”, comentou dom Sergio, citando que o padre esteve por oito anos em missão na região amazônica, primeiro em Rondônia e, depois na Prelazia de Lábrea, no Amazonas.

     “Rezemos pelo novo padre, pelo início de um pastoreio, pelo serviço. Inicia um novo tempo na vida da paróquia. Diferente. E como é Deus quem manda o seu pastor, vão ser novos progressos, em novos campos, novos aspectos. O povo sai ganhando. Suplico que Deus derrame bênçãos sobre o padre e a comunidade, que ela possa realmente crescer e não esquecer que tem um intercessor no céu. Padre Márcio intercede pelo padre José Lauro e pelo povo que ele amou”, destacou o bispo.

     Padre José Lauro fez sua missa de despedida, em Tibagi, no domingo pela manhã. O sentimento na paróquia era de tristeza. “Ele foi mais do que um padre para mim; eu diria que foi como um avô, sempre se preocupava comigo, um ótimo amigo, sempre companheiro e uma pessoa com um coração gigante. Trabalhar com ele foi a melhor coisa que me aconteceu. Na paróquia, deixou projetos a serem realizados. Foi muito triste quando recebi a notícia que ele seria transferido”, lamentava Bruno Marcelo Garcez, da Pastoral da Liturgia da Paróquia Nossa Senhora dos Remédios.

     “Agradeço a acolhida desde o dia em que cheguei, na sexta-feira. Agradeço a confiança de dom Sergio. Vou aprender com vocês a caminhada. Saber da caminhada e aprender os caminhos da paróquia. Vou estar à disposição, me esforçar ao máximo para corresponder à expectativa que vocês têm, é claro que, contando com a ajuda e apoio de cada um”, pediu o novo pároco.


Diocede Ponta Grossa
Pe. Zé Lauro diante do altar realiza o Juramento de Fidelidade segundo a fórmula da Santa Sé   |   Reprodução Facebook Paróquia Nossa Senhora Medianeira

Diocede Ponta Grossa
Padre Adevilson concelebrou a missa em Tibagi, no domingo   |   Paróquia Nossa Senhora dos Remédios/Tibagi

Diocede Ponta Grossa
Pe. Zé Lauro recebe das mãos do bispo dom Sergio as chaves do Sacrário   |   Reprodução Facebook Paróquia Nossa Senhora Medianeira

Diocede Ponta Grossa
Padre José Lauro vai completar 38 anos de sacerdócio   |   Paróquia Nossa Senhora dos Remédios/Tibagi


Navegue até a sua Paróquia