DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 29/06/2021

Celebração lembra mortos pela Covid

Eram 30 famílias rezando por 40 falecidos

 
Momento de muita emoção para os celebrantes Momento de muita emoção para os celebrantes | Crédito: Pascom Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

     No último domingo, 27 de junho, foi dia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Na paróquia que leva o nome da santa, na Vila Liane, em Ponta Grossa, a festa da padroeira foi celebrada com muita devoção, mas com uma temática diferente. A pandemia da Covid 19 e os seus trágicos efeitos foram lembrados não só na forma de vivenciar a programação – respeitando as restrições e o social distanciamento – como também na escolha de uma intenção muito especial no momento das orações: os profissionais de saúde, os falecidos e as famílias enlutadas por conta da doença.  

     De acordo com o padre Claudemir do Nascimento Leal, pároco da Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, a coroação da imagem, que aconteceu no sábado, este ano foi realizada por duas enfermeiras de UTI e dois médicos. “Foi um momento profundamente espiritual e emocionante. No domingo, o ponto alto da festa foi a missa das 10 horas, celebrada por Dom Sergio. Para esta missa, foram convidados familiares de pessoas que morreram atingidos pelo vírus, todos paroquianos”, contou padre Claudemir.

   Eram 30 famílias rezando por 40 mortos. “Alguns rezavam por três pessoas da família falecidos. Momento marcante e de muita emoção vivido por todos, inclusive nosso bispo diocesano”, acrescentou o pároco. “A celebração ficará marcada em meu coração, pois não tinha como não relembrar toda a dor da perda do meu pai, em janeiro, devido a diabetes e cirrose, e, em fevereiro, a perda da minha tia pelo Covid-19. Coração ficou em pedaços. Saber que essa dor não é só minha judia ainda mais. 500 mil famílias que choram em nosso Brasil. Fica aqui meu agradecimento por cada palavra de fé. Como diz Dom Sergio: a morte ainda não é o fim, mas crer no poder da ressureição nos faz ser fortes”, comentava Thaty Santos Pereira.

     “Quero agradecer a todos da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro por essa celebração em nome das famílias que perderam seus entes queridos pela Covid. Esse carinho da comunidade acalenta o coração das famílias enlutadas”, reconhecia outra paroquiana, Anamara Gubert.    



  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Doações a seminários já são entregues   |   Bispo celebra os 60 anos do Marista   |   A padroeira que caminha com a Diocese   |   Paróquia celebra centenário da Legião de Maria   |  





Publicado em: 29/06/2021

Celebração lembra mortos pela Covid

Eram 30 famílias rezando por 40 falecidos

 

     No último domingo, 27 de junho, foi dia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Na paróquia que leva o nome da santa, na Vila Liane, em Ponta Grossa, a festa da padroeira foi celebrada com muita devoção, mas com uma temática diferente. A pandemia da Covid 19 e os seus trágicos efeitos foram lembrados não só na forma de vivenciar a programação – respeitando as restrições e o social distanciamento – como também na escolha de uma intenção muito especial no momento das orações: os profissionais de saúde, os falecidos e as famílias enlutadas por conta da doença.  

     De acordo com o padre Claudemir do Nascimento Leal, pároco da Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, a coroação da imagem, que aconteceu no sábado, este ano foi realizada por duas enfermeiras de UTI e dois médicos. “Foi um momento profundamente espiritual e emocionante. No domingo, o ponto alto da festa foi a missa das 10 horas, celebrada por Dom Sergio. Para esta missa, foram convidados familiares de pessoas que morreram atingidos pelo vírus, todos paroquianos”, contou padre Claudemir.

   Eram 30 famílias rezando por 40 mortos. “Alguns rezavam por três pessoas da família falecidos. Momento marcante e de muita emoção vivido por todos, inclusive nosso bispo diocesano”, acrescentou o pároco. “A celebração ficará marcada em meu coração, pois não tinha como não relembrar toda a dor da perda do meu pai, em janeiro, devido a diabetes e cirrose, e, em fevereiro, a perda da minha tia pelo Covid-19. Coração ficou em pedaços. Saber que essa dor não é só minha judia ainda mais. 500 mil famílias que choram em nosso Brasil. Fica aqui meu agradecimento por cada palavra de fé. Como diz Dom Sergio: a morte ainda não é o fim, mas crer no poder da ressureição nos faz ser fortes”, comentava Thaty Santos Pereira.

     “Quero agradecer a todos da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro por essa celebração em nome das famílias que perderam seus entes queridos pela Covid. Esse carinho da comunidade acalenta o coração das famílias enlutadas”, reconhecia outra paroquiana, Anamara Gubert.    



Diocede Ponta Grossa
Momento de muita emoção para os celebrantes   |   Pascom Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Diocede Ponta Grossa
Algumas famílias rezaram por mais de um ente querido   |   Pascom Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Diocede Ponta Grossa
30 famílias estiveram rezando juntas. Os nomes foram trazidos em placas   |   Pascom Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Diocede Ponta Grossa
A devoção a Nossa Senhor do Perpétuo Socorro uniu a todos neste momento de dor   |   Pascom Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Diocede Ponta Grossa
Muitos não seguraram as lágrimas   |   Pascom Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Diocede Ponta Grossa
A dor da perda vivida por hoje por mais de 500 mil famílias no Brasil   |   Pascom Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Diocede Ponta Grossa
40 pessoas vitimadas pela pandemia foram lembradas por seus familiares   |   Pascom Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro


Navegue até a sua Paróquia