DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 18/11/2021

ECC: padre Alexandre é o novo diretor espiritual

Oficialização ocorreu em reunião do Conselho Regional

 
Reunião contou com todos os casais diocesanos e alguns dos diretores espirituais Reunião contou com todos os casais diocesanos e alguns dos diretores espirituais | Crédito: ECC

A oficialização do padre Alexandre Spena Regueira como novo diretor espiritual diocesano do Encontro de Casais com Cristo (ECC) aconteceu durante a 23ª reunião do Conselho Regional Sul II, realizada na Paróquia Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos, na Arquidiocese de Londrina, dias 13,14 e 15 deste mês. Padre Alexandre substitui o padre Roberval Mulhstedt, que deixou a direção espiritual no início deste ano. Também foi empossado no último final de padre Mateus Lua Nurak, como diretor espiritual do ECC da Diocese de União da Vitória.


     De acordo com Vanderlei de Araújo e Edna Megumi Kayano, o casal coordenador do Encontro de Casais com Cristo da Diocese de Ponta Grossa, na reunião foram apresentados relatórios sobre o andamento do ECC nas dioceses, estudados os documentos que regem o serviço-escola e repassadas as orientações para retomada das atividades para 2022, respeitando os protocolos de segurança. “Para o ano de 2022 a expectativa é a retomada dos encontros presenciais e realização de formações para as equipes dirigentes. Tudo em conformidade com as orientações da Diocese e das normas sanitárias”, explica Edna. 


     Na Diocese, o primeiro evento acontecerá no dia 12 de março, com a formação de todas as equipes dirigentes das paróquias que têm o ECC implantado. São 12 paróquias, com muitos círculos, e em torno de 500 a mil casais, alguns ativos, outros inativos, segundo o diretor espiritual diocesano. “Em Londrina, pudemos fazer uma mistura de compartilhamento de informações, conhecimento e até mesmo troca de experiência para levarmos ainda mais esse serviço-escola a todas as dioceses e paróquias do Regional Sul II. A mensagem foi a de olhar com carinho para a paróquia e olhar para que cada batizado, membro do ECC, possa se dar na necessidade da comunidade, e, sobretudo, levar o ECC aonde ainda não se tem e fazer conhecer o ECC na sua essência. No Paraná, atualmente, o serviço-escola está presente em 14 (Arqui) dioceses.


ECC


     “Muitas vezes, as pessoas têm uma forma errônea de conceituar o ECC. Não é um movimento de pastoral. É um serviço-escola, onde os casais vão caminhar dentro de temários e nesses temários percorrem a nuance da família, do ser Igreja, dos documentos da Igreja...vão se aprofundando, amadurecendo na fé e conhecendo a realidade da Igreja. Não é movimento pastoral porque um dos pontos centrais do ECC é que esse casal, conhecendo a fé, se coloque à disposição na paróquia, dentro dos movimentos e pastorais já existentes ou nos que o pároco deseja formar”, define padre Alexandre Spena.


     Os participantes do Encontro dos Casais com Cristo vêm fazendo parte do Movimento Familiar Cristão, da Pastoral Familiar, do Dízimo, da Catequese, inseridos dentro da realidade pastoral e têm o ECC como caminho de aprofundamento para poder viver bem o seu batismo. “Tem como centro a valorização da família. Se dá no contínuo estudo sobre o que é família, sob a ótica da Igreja, a partir do sacramento do Matrimônio. O ECC é isso: fazer com que as pessoas estejam engajadas nos movimentos e pastorais para servir a Igreja e mostrar o valor que a família tem para a Igreja e para a sociedade”, acrescenta o diretor espiritual.


     Padre Glauco de Camargo Pinto, pároco da Paróquia São Judas Tadeu de Ponta Grossa, assessor espiritual da Pastoral Familiar, argumenta que o ECC para o casal é muito importante porque ensina que se deve servir junto na paróquia, não ele ou ela, mas os dois. E para a família, o benefício vem de toda a formação que é oferecida. “Muda muito a vida de quem participa. Para a comunidade, quando tem o apoio do pároco, é uma riqueza. Fiz essa experiência e foi muito boa. Os casais se sentem muito felizes de entender que eles são Igreja”, detalha.


     No próximo dia 5, acontecerá um encontro diocesano de confraternização, na Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, em Ponta Grossa. Haverá Santa Missa, às 10 horas e almoço festivo. São convidados todos os casais que participam do ECC. E quem quiser participar do serviço-escola, deve procurar os párocos ou vigários, ou, ainda, os casais integrantes. Há um blog do ECC Regional Sul II (http://eccsul2parana.net) que compartilha informações das atividades.


 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Festa das Nações: programação será completa este ano   |   Projeto troca recicláveis por cadeiras de rodas   |   Pastoral da Criança retoma os ‘encontrões’   |   Pastoral da Sobriedade: Catedral Sant’Ana cria grupo de autoajuda   |  





Publicado em: 18/11/2021

ECC: padre Alexandre é o novo diretor espiritual

Oficialização ocorreu em reunião do Conselho Regional

 

A oficialização do padre Alexandre Spena Regueira como novo diretor espiritual diocesano do Encontro de Casais com Cristo (ECC) aconteceu durante a 23ª reunião do Conselho Regional Sul II, realizada na Paróquia Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos, na Arquidiocese de Londrina, dias 13,14 e 15 deste mês. Padre Alexandre substitui o padre Roberval Mulhstedt, que deixou a direção espiritual no início deste ano. Também foi empossado no último final de padre Mateus Lua Nurak, como diretor espiritual do ECC da Diocese de União da Vitória.


     De acordo com Vanderlei de Araújo e Edna Megumi Kayano, o casal coordenador do Encontro de Casais com Cristo da Diocese de Ponta Grossa, na reunião foram apresentados relatórios sobre o andamento do ECC nas dioceses, estudados os documentos que regem o serviço-escola e repassadas as orientações para retomada das atividades para 2022, respeitando os protocolos de segurança. “Para o ano de 2022 a expectativa é a retomada dos encontros presenciais e realização de formações para as equipes dirigentes. Tudo em conformidade com as orientações da Diocese e das normas sanitárias”, explica Edna. 


     Na Diocese, o primeiro evento acontecerá no dia 12 de março, com a formação de todas as equipes dirigentes das paróquias que têm o ECC implantado. São 12 paróquias, com muitos círculos, e em torno de 500 a mil casais, alguns ativos, outros inativos, segundo o diretor espiritual diocesano. “Em Londrina, pudemos fazer uma mistura de compartilhamento de informações, conhecimento e até mesmo troca de experiência para levarmos ainda mais esse serviço-escola a todas as dioceses e paróquias do Regional Sul II. A mensagem foi a de olhar com carinho para a paróquia e olhar para que cada batizado, membro do ECC, possa se dar na necessidade da comunidade, e, sobretudo, levar o ECC aonde ainda não se tem e fazer conhecer o ECC na sua essência. No Paraná, atualmente, o serviço-escola está presente em 14 (Arqui) dioceses.


ECC


     “Muitas vezes, as pessoas têm uma forma errônea de conceituar o ECC. Não é um movimento de pastoral. É um serviço-escola, onde os casais vão caminhar dentro de temários e nesses temários percorrem a nuance da família, do ser Igreja, dos documentos da Igreja...vão se aprofundando, amadurecendo na fé e conhecendo a realidade da Igreja. Não é movimento pastoral porque um dos pontos centrais do ECC é que esse casal, conhecendo a fé, se coloque à disposição na paróquia, dentro dos movimentos e pastorais já existentes ou nos que o pároco deseja formar”, define padre Alexandre Spena.


     Os participantes do Encontro dos Casais com Cristo vêm fazendo parte do Movimento Familiar Cristão, da Pastoral Familiar, do Dízimo, da Catequese, inseridos dentro da realidade pastoral e têm o ECC como caminho de aprofundamento para poder viver bem o seu batismo. “Tem como centro a valorização da família. Se dá no contínuo estudo sobre o que é família, sob a ótica da Igreja, a partir do sacramento do Matrimônio. O ECC é isso: fazer com que as pessoas estejam engajadas nos movimentos e pastorais para servir a Igreja e mostrar o valor que a família tem para a Igreja e para a sociedade”, acrescenta o diretor espiritual.


     Padre Glauco de Camargo Pinto, pároco da Paróquia São Judas Tadeu de Ponta Grossa, assessor espiritual da Pastoral Familiar, argumenta que o ECC para o casal é muito importante porque ensina que se deve servir junto na paróquia, não ele ou ela, mas os dois. E para a família, o benefício vem de toda a formação que é oferecida. “Muda muito a vida de quem participa. Para a comunidade, quando tem o apoio do pároco, é uma riqueza. Fiz essa experiência e foi muito boa. Os casais se sentem muito felizes de entender que eles são Igreja”, detalha.


     No próximo dia 5, acontecerá um encontro diocesano de confraternização, na Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, em Ponta Grossa. Haverá Santa Missa, às 10 horas e almoço festivo. São convidados todos os casais que participam do ECC. E quem quiser participar do serviço-escola, deve procurar os párocos ou vigários, ou, ainda, os casais integrantes. Há um blog do ECC Regional Sul II (http://eccsul2parana.net) que compartilha informações das atividades.


 


Diocede Ponta Grossa
Reunião contou com todos os casais diocesanos e alguns dos diretores espirituais   |   ECC

Diocede Ponta Grossa
O casal Edna e Vanderlei com padre Alexandre   |   ECC

Diocede Ponta Grossa
Os empossados com o padre João Paulo Domingues, diretor espiritual Regional Sul   |   ECC

Diocede Ponta Grossa
Padre João Paulo, arcebispo de Londrina, Dom Geremias Steinmetz e Osnei e Claudia Mancini, casal Regional Sul   |   ECC


Navegue até a sua Paróquia