DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 20/04/2022

Missionários iniciam visitas ao interior

Padre e diácono se revezam para atender vilarejos

 
Padre Osvaldo na Semana Santa: a Páscoa na missão foi muito bonita Padre Osvaldo na Semana Santa: a Páscoa na missão foi muito bonita | Crédito: Paróquia São João Batista/Canutama, Prelazia de Lábrea

  Instituída oficialmente em fevereiro, a Área Missionária Nossa Senhora Aparecida, que pertence à Paróquia São João Batista, da cidade de Canutama, na Prelazia de Lábrea, no Amazonas, e é mantida por missionários da Diocese de Ponta Grossa, inicia efetivamente seu funcionamento. A ação começou no último domingo (17) com visitas a duas comunidades do interior, na região do quilômetro 4,5, pelo diácono Metódio Retexin e, a ida do vigário, padre Sílvio Mocelim, à localidade São Francisco para a formação de catequistas e ministros. Os dois missionários e mais a esposa do diácono, Vera, foram enviados pela Diocese para o para o trabalho na região, que fica ao sul de Canutama e integra a paróquia administrada pelo padre Osvaldo Pinheiro, também cedido à Prelazia pela Diocese.


     A Área Missionária atende 13 comunidades. Sua sede fica no KM 70, justamente por estar a 70 quilômetros de Porto Velho (RO). Segundo padre Sílvio, o diácono esteve 60 quilômetros interior adentro, no KM 4,5, onde existem duas comunidades. “Estamos tomando coragem e indo para as comunidades. Foi um senhor que veio de lá e disse que não estava sendo atendido, que há muito tempo os padres não vão até lá e que seria nossa responsabilidade o atendimento. Também estamos acompanhando ali no quilômetro 13. Dei curso de formação para catequistas e também para ministros, em etapas. Comecei a dar o curso. Seja lá no quilômetro 13 como também no São Francisco a turminha é muito interessada”, detalha o padre, contando que será preciso mais umas cinco ou seis visitas para poder trabalhar pontos básicos e responder perguntas deles de forma muito vivencial, destaca.


     Padre Sílvio celebrou o Tríduo Pascal na comunidade São Francisco, onde ficou de quinta-feira até sábado à noite. O diácono Metódio atendeu no tríduo o KM 70. “Estamos vendo que as pessoas estão se reunindo, animadas. Para o tríduo, vieram de longe, enfrentando muito barro, muita chuva, fizeram sacrifício. Dá pena de ver os que vem de longe e com tanta fé e expectativa”, frisa o padre. As comunidades do interior estão sendo atendidas em sistema de rodízio, entre o padre e o diácono, “para poder estar em todas as comunidades”.


     Aos poucos, o centro missionário está ganhando forma. Foram colocados e alinhados os oito palanques e concretada a sapata para a estrutura, inclusive com a ajuda de pessoas e equipamentos da localidade. “Estamos caminhando. Muito contentes porque realmente não é fácil, mas viemos dispostos a dar a vida, como temos visto tantos assim trabalharem. Essa é a vida do missionário”, ressalta padre Sílvio.


 


 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Igreja comemora Dia do Padre nesta quinta-feira   |   O relógio que bate há 110 anos   |   O relógio que bate há 110 anos   |   Procissão e Catedral lotada para Sant’Ana   |  





Publicado em: 20/04/2022

Missionários iniciam visitas ao interior

Padre e diácono se revezam para atender vilarejos

 

  Instituída oficialmente em fevereiro, a Área Missionária Nossa Senhora Aparecida, que pertence à Paróquia São João Batista, da cidade de Canutama, na Prelazia de Lábrea, no Amazonas, e é mantida por missionários da Diocese de Ponta Grossa, inicia efetivamente seu funcionamento. A ação começou no último domingo (17) com visitas a duas comunidades do interior, na região do quilômetro 4,5, pelo diácono Metódio Retexin e, a ida do vigário, padre Sílvio Mocelim, à localidade São Francisco para a formação de catequistas e ministros. Os dois missionários e mais a esposa do diácono, Vera, foram enviados pela Diocese para o para o trabalho na região, que fica ao sul de Canutama e integra a paróquia administrada pelo padre Osvaldo Pinheiro, também cedido à Prelazia pela Diocese.


     A Área Missionária atende 13 comunidades. Sua sede fica no KM 70, justamente por estar a 70 quilômetros de Porto Velho (RO). Segundo padre Sílvio, o diácono esteve 60 quilômetros interior adentro, no KM 4,5, onde existem duas comunidades. “Estamos tomando coragem e indo para as comunidades. Foi um senhor que veio de lá e disse que não estava sendo atendido, que há muito tempo os padres não vão até lá e que seria nossa responsabilidade o atendimento. Também estamos acompanhando ali no quilômetro 13. Dei curso de formação para catequistas e também para ministros, em etapas. Comecei a dar o curso. Seja lá no quilômetro 13 como também no São Francisco a turminha é muito interessada”, detalha o padre, contando que será preciso mais umas cinco ou seis visitas para poder trabalhar pontos básicos e responder perguntas deles de forma muito vivencial, destaca.


     Padre Sílvio celebrou o Tríduo Pascal na comunidade São Francisco, onde ficou de quinta-feira até sábado à noite. O diácono Metódio atendeu no tríduo o KM 70. “Estamos vendo que as pessoas estão se reunindo, animadas. Para o tríduo, vieram de longe, enfrentando muito barro, muita chuva, fizeram sacrifício. Dá pena de ver os que vem de longe e com tanta fé e expectativa”, frisa o padre. As comunidades do interior estão sendo atendidas em sistema de rodízio, entre o padre e o diácono, “para poder estar em todas as comunidades”.


     Aos poucos, o centro missionário está ganhando forma. Foram colocados e alinhados os oito palanques e concretada a sapata para a estrutura, inclusive com a ajuda de pessoas e equipamentos da localidade. “Estamos caminhando. Muito contentes porque realmente não é fácil, mas viemos dispostos a dar a vida, como temos visto tantos assim trabalharem. Essa é a vida do missionário”, ressalta padre Sílvio.


 


 


Diocede Ponta Grossa
Padre Osvaldo na Semana Santa: a Páscoa na missão foi muito bonita   |   Paróquia São João Batista/Canutama, Prelazia de Lábrea

Diocede Ponta Grossa
Houve muita participação. As pessoas realmente voltaram para a igreja depois da pandemia   |   Paróquia São João Batista/Canutama, Prelazia de Lábrea

Diocede Ponta Grossa
Momentos em comunidade de muita oração   |   Paróquia São João Batista/Canutama, Prelazia de Lábrea


Navegue até a sua Paróquia