DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 15/09/2022

Igreja participa do desfile de aniversário PG

Catequistas, catequizandos e ministros representaram a Diocese

 
O jubileu dos 200 anos, em 2023, foi lembrado O jubileu dos 200 anos, em 2023, foi lembrado | Crédito: Luana Nascimento/Pascom Catedral

     Era perto das 10h30 desta manhã (15) quando representantes de diversos setores da Diocese passaram pela Avenida Vicente Machado integrando o desfile que comemorou os 199 anos de Ponta Grossa. Não que a participação da Igreja não tenha acontecido antes ou depois, na presença de colégios e instituições católicos, mas o momento cívico foi especialmente marcado, este ano, pelo comparecimento, incialmente, de integrantes da Paróquia Sant’Ana, seguidos de catequizandos, catequistas e voluntários de diferentes pastorais.


      Ao som da história da criação da Paróquia/Catedral Sant’Ana – a primeira de Ponta Grossa, cuja fundação estruturou o povoamento da cidade – paroquianos levaram a faixa do jubileu dos 200 anos, que se aproxima, e uma mãe e sua filha, catequizanda, simbolizaram Sant’Ana e Maria. O pároco, padre Antônio Ivan de Campos, e o diácono Dyego Quadros, da Catedral, também participaram, caminhando ao lado do coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, padre Joel Nalepa, e do padre Leonel Stanski, pároco da Paróquia São Cristóvão. A participação no desfile deste ano abriu oficialmente as comemorações dos 200 anos da igreja-mãe da Diocese.


     Na sequência, catequizandos carregaram cartazes com os dizeres dos dez mandamentos. A coordenadora diocesana da Pastoral de Animação Bíblico-Catequética, Flávia Carla Nascimento, ao lado de catequistas da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, da Vila Marina, representou todos os catequistas da Diocese. Na avenida, foram mostrados os princípios e a missão da Catequese e sua divisão, nos diversos tempos. Crianças trouxeram, em folhas de papel, as imagens de Santa Teresinha do Menino Jesus e de São Francisco Xavier, patronos das missões, além do terço missionário, do globo e referências às missões no Amazonas e na Guiné Bissau, mantidas pela Igreja de Ponta Grossa. A celebração da Eucaristia foi lembrada pela presença de ministros da Comunhão e da Esperança.


     Voluntários da Pastoral da Criança, talvez a ação mais conhecida da Igreja, trouxeram cartazes, demonstrando a atuação das agentes e os benefícios levados a crianças e mães. No segmento ‘Palavra de Deus’, jovens trouxeram uma representação da Bíblia e personificaram os quatro evangelistas. Integrantes da Caritas Diocesana encerraram a participação da Igreja, divulgando, também em cartazes, objetivos, projetos, parcerias e envolvimento do organismo católico, considerado a mais pura expressão do caráter caritativo da Igreja. Padre Joel Nalepa justificou a participação da Diocese no desfile citando que foi na história da cidade que aconteceu a evangelização, ao longo desses 200 anos. “Também a Igreja foi edificando a sua fé, os seus valores, os seus princípios”, enfatizou.


     Os diferentes momentos da apresentação da Diocese lembraram os quatro grandes pilares da Ação Evangelizadora: Pão, Palavra, Caridade e Missão. 


 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Institutos Seculares se reúnem em Ponta Grossa   |   Diocese festeja a Mãe da Divina Graça   |   Igreja participa do desfile de aniversário PG   |   Diocese homenageia PG em seu aniversário   |  





Publicado em: 15/09/2022

Igreja participa do desfile de aniversário PG

Catequistas, catequizandos e ministros representaram a Diocese

 

     Era perto das 10h30 desta manhã (15) quando representantes de diversos setores da Diocese passaram pela Avenida Vicente Machado integrando o desfile que comemorou os 199 anos de Ponta Grossa. Não que a participação da Igreja não tenha acontecido antes ou depois, na presença de colégios e instituições católicos, mas o momento cívico foi especialmente marcado, este ano, pelo comparecimento, incialmente, de integrantes da Paróquia Sant’Ana, seguidos de catequizandos, catequistas e voluntários de diferentes pastorais.


      Ao som da história da criação da Paróquia/Catedral Sant’Ana – a primeira de Ponta Grossa, cuja fundação estruturou o povoamento da cidade – paroquianos levaram a faixa do jubileu dos 200 anos, que se aproxima, e uma mãe e sua filha, catequizanda, simbolizaram Sant’Ana e Maria. O pároco, padre Antônio Ivan de Campos, e o diácono Dyego Quadros, da Catedral, também participaram, caminhando ao lado do coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, padre Joel Nalepa, e do padre Leonel Stanski, pároco da Paróquia São Cristóvão. A participação no desfile deste ano abriu oficialmente as comemorações dos 200 anos da igreja-mãe da Diocese.


     Na sequência, catequizandos carregaram cartazes com os dizeres dos dez mandamentos. A coordenadora diocesana da Pastoral de Animação Bíblico-Catequética, Flávia Carla Nascimento, ao lado de catequistas da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, da Vila Marina, representou todos os catequistas da Diocese. Na avenida, foram mostrados os princípios e a missão da Catequese e sua divisão, nos diversos tempos. Crianças trouxeram, em folhas de papel, as imagens de Santa Teresinha do Menino Jesus e de São Francisco Xavier, patronos das missões, além do terço missionário, do globo e referências às missões no Amazonas e na Guiné Bissau, mantidas pela Igreja de Ponta Grossa. A celebração da Eucaristia foi lembrada pela presença de ministros da Comunhão e da Esperança.


     Voluntários da Pastoral da Criança, talvez a ação mais conhecida da Igreja, trouxeram cartazes, demonstrando a atuação das agentes e os benefícios levados a crianças e mães. No segmento ‘Palavra de Deus’, jovens trouxeram uma representação da Bíblia e personificaram os quatro evangelistas. Integrantes da Caritas Diocesana encerraram a participação da Igreja, divulgando, também em cartazes, objetivos, projetos, parcerias e envolvimento do organismo católico, considerado a mais pura expressão do caráter caritativo da Igreja. Padre Joel Nalepa justificou a participação da Diocese no desfile citando que foi na história da cidade que aconteceu a evangelização, ao longo desses 200 anos. “Também a Igreja foi edificando a sua fé, os seus valores, os seus princípios”, enfatizou.


     Os diferentes momentos da apresentação da Diocese lembraram os quatro grandes pilares da Ação Evangelizadora: Pão, Palavra, Caridade e Missão. 


 


Diocede Ponta Grossa
O jubileu dos 200 anos, em 2023, foi lembrado   |   Luana Nascimento/Pascom Catedral

Diocede Ponta Grossa
Padres Joel, Ivan, Leonel e diácono Dyego   |   Luana Nascimento/Pascom Catedral

Diocede Ponta Grossa
Crianças simbolizaram a importância da Igreja Missionária   |   Luana Nascimento/Pascom Catedral

Diocede Ponta Grossa
Catequistas e catequizandos representaram a iniciação à vida cristã   |   Luana Caroline Nascimento/Pascom Catedral

Diocede Ponta Grossa
Uma mãe e sua filha simbolizaram Sant’Ana e Maria   |   Luana Nascimento/Pascom Catedral

Diocede Ponta Grossa
Os dez mandamentos foram destacados   |   Luana Nascimento/Pascom Catedral

Diocede Ponta Grossa
Agentes da Pastoral da Criança falaram da missão diária   |   Luana Nascimento/Pascom Catedral

Diocede Ponta Grossa
Ênfase ao trabalho da Caritas pelos menos favorecidos e excluídos   |   Luana Nascimento/Pascom Catedral

Diocede Ponta Grossa
Ministros da Eucaristia representando o Pilar do Pão   |   Luana Nascimento/Pascom Catedral

Diocede Ponta Grossa
Flávia e catequistas da Auxiliadora desfilaram em nome de todos os catequistas   |   Luana Nascimento/Pascom Catedral


Navegue até a sua Paróquia