DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 20/10/2022

Encontro conjunto discute Comunicação

Em Castro, agentes de quatro paróquias se reúnem neste sábado

 
A ideia central é Cristo. Todos os agentes em torno do mesmo propósito A ideia central é Cristo. Todos os agentes em torno do mesmo propósito | Crédito: Divulgação

   Estão abertas as inscrições para o ‘Encontro da Pastoral da Comunicação Para uma Igreja em Saída’, que acontece neste sábado (22), no Centro Pastoral da Paróquia Sant’Ana, em Castro, a partir das 8h30. Uma promoção conjunta das quatro paróquias da cidade, o encontro oferecerá importantes formações para abordar a Pastoral e as mídias socais digitais em seus desafios para a evangelização. A primeira das palestras será com a irmã Élide Maria Fogolari, da Congregação das Irmãs Paulinas, jornalista, escritora, mestra em Ciências da Comunicação. É autora do livro ‘Pascom’, que tem como pano de fundo o cenário de significativas mudanças na Igreja e na sociedade. 


   Até a manhã de hoje (20), eram 70 os inscritos, de acordo com a coordenadora do encontro, Renata Macedo de Paula. O encontro não é voltado apenas aos membros da Pascom, mas aos de todas as pastorais, já que foram convidadas pessoas ligadas à Liturgia e a Catequese. “Vão falar como pode melhorar, como trazer as mídias sociais para dentro da Catequese, que é muito importante para atrair o jovem”, explica, citando que será detalhado o que é a Pastoral da Comunicação, qual a sua finalidade e quais são os eixos que precisam ser trabalhados. “Mesmo que não seja agente da Pascom, mas que esteja trabalhando em alguma pastoral, como a da Acolhida, é importante a presença de todos”, convida Renata.


     A oficina de maior procura está sendo a de mídia sociais, com quase 20 inscritos. Metade do total das inscrições. A de fotografia é a segunda com mais inscritos, informa. Por outro lado, a oficina sobre transmissão de missas e outros eventos será adiada. “Vamos falar com os dois inscritos e explicar que a oficina será realizada em um outro momento. Pessoal não veio atrás devido a existência de sistemas já prontos, que começaram a ser ofertados e que as paróquias têm usado. Talvez, por isso não houve interesse”, argumenta. 


     “É importante participar do encontro porque é uma pastoral nova. Muitas paróquias não estão com a pastoral implantada. De quatro (paróquias) em Castro, somente uma tem e com poucas pessoas. Muito complexo a Pastoral da Comunicação devido aos eixos com que trabalha, que são quatro e que precisam ser reestruturados. É preciso mostrar o papel da Pascom dentro da paróquia, com a missão de (realizar) uma verdadeira comunicação cristã. Antes de ir para fora, é preciso ver o que está sendo feito dentro da paróquia. Queremos despertar uma consciência mais crítica diante dos meios de comunicação e tudo o que acontece na comunidade e na sociedade. É importante essa integração”, defende Renata 


     Ao explicar a foto que serviu como base para o cartaz do encontro, a coordenadora destaca que a ideia está no centro e todos estamos em volta da mesa. “Isso é a paróquia. Várias pastorais reunidas, mas é preciso entender o que está acontecendo, qual a ideia do centro. A Pascom tem esse papel de integrar toda a comunicação da paróquia e, principalmente, trazer visibilidade. Por exemplo, na (Paróquia) Sant’Ana, são 21 comunidades e se me perguntarem quando se reza missa no Abapan, eu não sei, e, estou dentro da Igreja. Isso que queremos fazer: que as pessoas saibam da importância da comunicação e da visibilidade interna e externa, fora da Igreja. Sonhamos com esse evento atingir isso. Deus está conduzindo, trazendo pessoas muito especiais. Vamos colher muitos frutos nessa caminhada”, acredita.


Programação


     O encontro é gratuito. As quatro paróquias irão assumir, inclusive, o custo da alimentação. Inicia às 8h30, com a palestra ‘O que é Pastoral da Comunicação. O sentido da Pascom na Igreja a partir do Diretório de Comunicação. Diretório de Comunicação na Liturgia e Catequese’, conduzida pela Irmã Élide Maria Fogolari. A religiosa pertence à Congregação das Irmãs Paulinas, é mestra em Ciências da Comunicação, jornalista e escritora. Exerceu várias funções na área da comunicação e foi assessora na Comissão Episcopal Pastoral da Comunicação na CNBB, em Brasília, por oito anos.


     Às 11 horas começam as oficinas, divididas por áreas de interesse. A de ‘Redes sociais digitais na Pascom: Facebook e Instagram’ será ministrada pela jornalista Luana Godoy, membro da Comissão para a Comunicação da Arquidiocese de Curitiba e coordenadora a Pascom em sua paróquia. Fará exercícios de como instalar o Facebook e o Instagram e outras redes sociais digitais similares. Como preparar publicações de todos os eventos das pastorais além do ambiente da Igreja e como perceber os fakenews.


     ‘A arte de fotografar na ação pastoral’ mostrará exercícios de como dominar as técnicas da fotografia e escrever um bom texto jornalístico para que a evangelização seja mais atraente e acolhedora. Vai trabalhar o enquadramento, composição, luz, contraste, textura, o que produzir de foto na paróquia, entre outras dicas. A oficina será ministrada por Joka Madruga, repórter fotográfico há 20 anos, duas vezes diretor de Imagem do Sindicato dos Jornalistas do Paraná, atualmente coordena a Pascom na Paróquia Senhor Bom Jesus dos Perdões e integra a Comissão de Comunicação da Arquidiocese de Curitiba.     


     Outra formação abordará ‘Mídias sociais nos encontros da Catequese’. O intuito é refletir o contexto da cultura digital presente na vida dos catequeizandos, ensinando como utilizar nos encontros de Catequese, os audiovisuais, produções musicais, sites, facebooks, instagrams, Whatsapps, com conteúdo cultural e religioso. A oficina terá à frente teóloga Adélia Teresinha de Abreu, que ministra cursos na área da Comunicação e Catequese. E, a quarta oficina, vai falar sobre ‘Comunicação na Liturgia na ótica do Diretório de Comunicação’, partindo do princípio que a Liturgia é o lugar por excelência da experiência e da comunicação da fé. O agente de pastoral vai aprender nessa oficina a sacralidade, bem como a centralidade da Liturgia refletindo sobre cuidados, preparação técnica, linguagens e seu papel no espaço litúrgico.


     Os participantes irão aprender: como ir além da técnica na transmissão ao vivo, preparação da equipe de Liturgia, comunicação para Leitores, música litúrgica, silêncio na Liturgia. O jornalista e empresário João Eduardo Dias conduzirá a formação. Ministra cursos na Arquidiocese de Curitiba e outras regiões do País, abordando Liturgia, oratória para leitores e comunicação para leigos. É membro da Comissão para a Comunicação na Arquidiocese de Curitiba.


    


 


  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| aa   |   Núncios apostólicos na Diocese   |   Encaminhadas principais ações para 2023   |   Abade completa 25 anos à frente de mosteiro   |  





Publicado em: 20/10/2022

Encontro conjunto discute Comunicação

Em Castro, agentes de quatro paróquias se reúnem neste sábado

 

   Estão abertas as inscrições para o ‘Encontro da Pastoral da Comunicação Para uma Igreja em Saída’, que acontece neste sábado (22), no Centro Pastoral da Paróquia Sant’Ana, em Castro, a partir das 8h30. Uma promoção conjunta das quatro paróquias da cidade, o encontro oferecerá importantes formações para abordar a Pastoral e as mídias socais digitais em seus desafios para a evangelização. A primeira das palestras será com a irmã Élide Maria Fogolari, da Congregação das Irmãs Paulinas, jornalista, escritora, mestra em Ciências da Comunicação. É autora do livro ‘Pascom’, que tem como pano de fundo o cenário de significativas mudanças na Igreja e na sociedade. 


   Até a manhã de hoje (20), eram 70 os inscritos, de acordo com a coordenadora do encontro, Renata Macedo de Paula. O encontro não é voltado apenas aos membros da Pascom, mas aos de todas as pastorais, já que foram convidadas pessoas ligadas à Liturgia e a Catequese. “Vão falar como pode melhorar, como trazer as mídias sociais para dentro da Catequese, que é muito importante para atrair o jovem”, explica, citando que será detalhado o que é a Pastoral da Comunicação, qual a sua finalidade e quais são os eixos que precisam ser trabalhados. “Mesmo que não seja agente da Pascom, mas que esteja trabalhando em alguma pastoral, como a da Acolhida, é importante a presença de todos”, convida Renata.


     A oficina de maior procura está sendo a de mídia sociais, com quase 20 inscritos. Metade do total das inscrições. A de fotografia é a segunda com mais inscritos, informa. Por outro lado, a oficina sobre transmissão de missas e outros eventos será adiada. “Vamos falar com os dois inscritos e explicar que a oficina será realizada em um outro momento. Pessoal não veio atrás devido a existência de sistemas já prontos, que começaram a ser ofertados e que as paróquias têm usado. Talvez, por isso não houve interesse”, argumenta. 


     “É importante participar do encontro porque é uma pastoral nova. Muitas paróquias não estão com a pastoral implantada. De quatro (paróquias) em Castro, somente uma tem e com poucas pessoas. Muito complexo a Pastoral da Comunicação devido aos eixos com que trabalha, que são quatro e que precisam ser reestruturados. É preciso mostrar o papel da Pascom dentro da paróquia, com a missão de (realizar) uma verdadeira comunicação cristã. Antes de ir para fora, é preciso ver o que está sendo feito dentro da paróquia. Queremos despertar uma consciência mais crítica diante dos meios de comunicação e tudo o que acontece na comunidade e na sociedade. É importante essa integração”, defende Renata 


     Ao explicar a foto que serviu como base para o cartaz do encontro, a coordenadora destaca que a ideia está no centro e todos estamos em volta da mesa. “Isso é a paróquia. Várias pastorais reunidas, mas é preciso entender o que está acontecendo, qual a ideia do centro. A Pascom tem esse papel de integrar toda a comunicação da paróquia e, principalmente, trazer visibilidade. Por exemplo, na (Paróquia) Sant’Ana, são 21 comunidades e se me perguntarem quando se reza missa no Abapan, eu não sei, e, estou dentro da Igreja. Isso que queremos fazer: que as pessoas saibam da importância da comunicação e da visibilidade interna e externa, fora da Igreja. Sonhamos com esse evento atingir isso. Deus está conduzindo, trazendo pessoas muito especiais. Vamos colher muitos frutos nessa caminhada”, acredita.


Programação


     O encontro é gratuito. As quatro paróquias irão assumir, inclusive, o custo da alimentação. Inicia às 8h30, com a palestra ‘O que é Pastoral da Comunicação. O sentido da Pascom na Igreja a partir do Diretório de Comunicação. Diretório de Comunicação na Liturgia e Catequese’, conduzida pela Irmã Élide Maria Fogolari. A religiosa pertence à Congregação das Irmãs Paulinas, é mestra em Ciências da Comunicação, jornalista e escritora. Exerceu várias funções na área da comunicação e foi assessora na Comissão Episcopal Pastoral da Comunicação na CNBB, em Brasília, por oito anos.


     Às 11 horas começam as oficinas, divididas por áreas de interesse. A de ‘Redes sociais digitais na Pascom: Facebook e Instagram’ será ministrada pela jornalista Luana Godoy, membro da Comissão para a Comunicação da Arquidiocese de Curitiba e coordenadora a Pascom em sua paróquia. Fará exercícios de como instalar o Facebook e o Instagram e outras redes sociais digitais similares. Como preparar publicações de todos os eventos das pastorais além do ambiente da Igreja e como perceber os fakenews.


     ‘A arte de fotografar na ação pastoral’ mostrará exercícios de como dominar as técnicas da fotografia e escrever um bom texto jornalístico para que a evangelização seja mais atraente e acolhedora. Vai trabalhar o enquadramento, composição, luz, contraste, textura, o que produzir de foto na paróquia, entre outras dicas. A oficina será ministrada por Joka Madruga, repórter fotográfico há 20 anos, duas vezes diretor de Imagem do Sindicato dos Jornalistas do Paraná, atualmente coordena a Pascom na Paróquia Senhor Bom Jesus dos Perdões e integra a Comissão de Comunicação da Arquidiocese de Curitiba.     


     Outra formação abordará ‘Mídias sociais nos encontros da Catequese’. O intuito é refletir o contexto da cultura digital presente na vida dos catequeizandos, ensinando como utilizar nos encontros de Catequese, os audiovisuais, produções musicais, sites, facebooks, instagrams, Whatsapps, com conteúdo cultural e religioso. A oficina terá à frente teóloga Adélia Teresinha de Abreu, que ministra cursos na área da Comunicação e Catequese. E, a quarta oficina, vai falar sobre ‘Comunicação na Liturgia na ótica do Diretório de Comunicação’, partindo do princípio que a Liturgia é o lugar por excelência da experiência e da comunicação da fé. O agente de pastoral vai aprender nessa oficina a sacralidade, bem como a centralidade da Liturgia refletindo sobre cuidados, preparação técnica, linguagens e seu papel no espaço litúrgico.


     Os participantes irão aprender: como ir além da técnica na transmissão ao vivo, preparação da equipe de Liturgia, comunicação para Leitores, música litúrgica, silêncio na Liturgia. O jornalista e empresário João Eduardo Dias conduzirá a formação. Ministra cursos na Arquidiocese de Curitiba e outras regiões do País, abordando Liturgia, oratória para leitores e comunicação para leigos. É membro da Comissão para a Comunicação na Arquidiocese de Curitiba.


    


 


Diocede Ponta Grossa
A ideia central é Cristo. Todos os agentes em torno do mesmo propósito   |   Divulgação


Navegue até a sua Paróquia