DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 24/10/2022

Dupla animou a noite de sexta-feira

Álvaro e Daniel cantam sertanejo católico

 
A dupla foi a principal atração artística dos festejos A dupla foi a principal atração artística dos festejos | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

     A dupla sertaneja Álvaro e Daniel foi quem animou a noite derradeira da São João Paulo II como Quase-Paróquia, na sexta-feira (21). Os cantores se mostraram muito felizes por terem sido escolhidos para fazer o show de evangelização dentro do novenário que festejou a oficialização da criação da nova Igreja Paroquial, especialmente, por serem muito devotos de São João Paulo II. “Campistas que somos, devotos da Divina Misericórdia, é uma alegria estar na Diocese onde temos grandes amigos. Foi muito impactante (ver) a imagem do rosto do Papa na fachada igreja, achei maravilhoso”, destacava Álvaro.


      “Eu ganhei um presente muito especial de um amigo que trabalha há mais de 20 anos na Rádio Vaticano. Ele ganhou das mãos de São João Paulo II um terço e me deu de presente. É uma relíquia que levo comigo, carrego na minha bíblia”, contou. O amigo, Daniel, lembrou que mudança do estilo secular para o mundo gospel católico partiu dele, enquanto ouvia o Terço da Misericórdia no rádio, com o padre Reginaldo Manzotti. “Fui tocado pelas palavras e, aos poucos, comecei a voltar para a Igreja. Sou católico, minha família é católica, mas estava afastado. E a igreja veio até mim através da rádio”, recordou, afirmando que voltou a frequentar grupos de oração e missas.


      Depois de um tempo, Álvaro começou a acompanhá-lo. “Vivemos esse processo de conversão em 2010 e 2011 e, em 2015, estávamos juntos já, e, tocados pelo Espírito Santo decidimos abandonar essa parte da música sertaneja, baladas, bailões, para se dedicar somente ao sertanejo católico, servir a Jesus Cristo através da música. São 16 anos de dupla, sete evangelizando”.  Em 2018, foram indicados e venceram o Troféu Louvemos pela primeira vez. De lá pra cá, ficaram com prêmios de outras duas edições. “Foi um mimo de Deus, mostrando que estamos no caminho certo, servindo com alegria e amor”.


     O reconhecimento nacional e internacional veio em 2018, depois que viralizou na internet a canção Aleluia, cantada por Álvaro em seu casamento, em 2016. “Temos muitas músicas, mas essa é a mais conhecida e que nos projetou no Brasil e fora dele. Em 2018, no YouTube, sua visualização perdia apenas para o padre Fábio de Melo. Forma que Deus usou para levantar o nosso ministério. Fomos convidados para ir a muitos lugares e ainda somos por conta dessa canção. Depois, vieram outras canções como Maria Porta do Céu, Mae de Pentecostes, e, mais recentemente, Glorioso São José. O ministério tem dado muitos frutos”. Somente este ano, a dupla já fez shows de evangelização três vezes nos Estados Unidos.


     A dupla tem músicas em todas as plataformas digitais, além de lives de oração. A novidade é a postagem, no último dia 12, de uma canção com frases do jovem beato Carlo Acutis.  “Sempre fazíamos um louvor a Nossa Senhora Aparecida, lançando música ou trazendo de volta canções nossas. Dessa vez, quisemos homenagear o beato que é lembrado no mesmo dia da padroeira do Brasil. E ficou muito linda a música”, comentou Álvaro. Padre Wagner Oliveira da Silva agradeceu a prontidão e a alegria com que a dupla acolheu ao convite para se apresentar na paróquia. “É uma alegria muito grande recebê-los, conhecê-los. Eu que conheci o trabalho deles através da música de abertura de um programa que fazia em Reserva, na Paróquia Menino Jesus, onde fui vigário por três anos. O (programa) Semeador, que acontece às quintas-feiras, tem até hoje a música Maria, Mãe de Jesus, como tema de abertura”, contou.


 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Presépio dos Arautos abre neste sábado   |   aa   |   Núncios apostólicos na Diocese   |   Encaminhadas principais ações para 2023   |  





Publicado em: 24/10/2022

Dupla animou a noite de sexta-feira

Álvaro e Daniel cantam sertanejo católico

 

     A dupla sertaneja Álvaro e Daniel foi quem animou a noite derradeira da São João Paulo II como Quase-Paróquia, na sexta-feira (21). Os cantores se mostraram muito felizes por terem sido escolhidos para fazer o show de evangelização dentro do novenário que festejou a oficialização da criação da nova Igreja Paroquial, especialmente, por serem muito devotos de São João Paulo II. “Campistas que somos, devotos da Divina Misericórdia, é uma alegria estar na Diocese onde temos grandes amigos. Foi muito impactante (ver) a imagem do rosto do Papa na fachada igreja, achei maravilhoso”, destacava Álvaro.


      “Eu ganhei um presente muito especial de um amigo que trabalha há mais de 20 anos na Rádio Vaticano. Ele ganhou das mãos de São João Paulo II um terço e me deu de presente. É uma relíquia que levo comigo, carrego na minha bíblia”, contou. O amigo, Daniel, lembrou que mudança do estilo secular para o mundo gospel católico partiu dele, enquanto ouvia o Terço da Misericórdia no rádio, com o padre Reginaldo Manzotti. “Fui tocado pelas palavras e, aos poucos, comecei a voltar para a Igreja. Sou católico, minha família é católica, mas estava afastado. E a igreja veio até mim através da rádio”, recordou, afirmando que voltou a frequentar grupos de oração e missas.


      Depois de um tempo, Álvaro começou a acompanhá-lo. “Vivemos esse processo de conversão em 2010 e 2011 e, em 2015, estávamos juntos já, e, tocados pelo Espírito Santo decidimos abandonar essa parte da música sertaneja, baladas, bailões, para se dedicar somente ao sertanejo católico, servir a Jesus Cristo através da música. São 16 anos de dupla, sete evangelizando”.  Em 2018, foram indicados e venceram o Troféu Louvemos pela primeira vez. De lá pra cá, ficaram com prêmios de outras duas edições. “Foi um mimo de Deus, mostrando que estamos no caminho certo, servindo com alegria e amor”.


     O reconhecimento nacional e internacional veio em 2018, depois que viralizou na internet a canção Aleluia, cantada por Álvaro em seu casamento, em 2016. “Temos muitas músicas, mas essa é a mais conhecida e que nos projetou no Brasil e fora dele. Em 2018, no YouTube, sua visualização perdia apenas para o padre Fábio de Melo. Forma que Deus usou para levantar o nosso ministério. Fomos convidados para ir a muitos lugares e ainda somos por conta dessa canção. Depois, vieram outras canções como Maria Porta do Céu, Mae de Pentecostes, e, mais recentemente, Glorioso São José. O ministério tem dado muitos frutos”. Somente este ano, a dupla já fez shows de evangelização três vezes nos Estados Unidos.


     A dupla tem músicas em todas as plataformas digitais, além de lives de oração. A novidade é a postagem, no último dia 12, de uma canção com frases do jovem beato Carlo Acutis.  “Sempre fazíamos um louvor a Nossa Senhora Aparecida, lançando música ou trazendo de volta canções nossas. Dessa vez, quisemos homenagear o beato que é lembrado no mesmo dia da padroeira do Brasil. E ficou muito linda a música”, comentou Álvaro. Padre Wagner Oliveira da Silva agradeceu a prontidão e a alegria com que a dupla acolheu ao convite para se apresentar na paróquia. “É uma alegria muito grande recebê-los, conhecê-los. Eu que conheci o trabalho deles através da música de abertura de um programa que fazia em Reserva, na Paróquia Menino Jesus, onde fui vigário por três anos. O (programa) Semeador, que acontece às quintas-feiras, tem até hoje a música Maria, Mãe de Jesus, como tema de abertura”, contou.


 


Diocede Ponta Grossa
A dupla foi a principal atração artística dos festejos   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
No palco, os padres Wagner e Evandro Braun e as Carmelitas Servas da Misericórdia de Sião   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
A dupla tem 16 anos de estrada, sete evangelizando   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Mesmo com chuva, o público prestigiou o show   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Padre Wagner não conhecia a dupla pessoalmente   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia