DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 28/09/2021

Oficinas capacitam migrantes

Formações abordam de elaboração de currículo a empreendedorismo

 
Aulas sobre empreendedorismo acontecem desde a semana passada Aulas sobre empreendedorismo acontecem desde a semana passada | Crédito: Caritas Diocesana

O Projeto Caminhos de Oportunidades, realizado desde 15 de maio pela Caritas Paraná e Diocesana, com apoio da Organização Internacional para a Migração (OIM), oferece oficinas de capacitação para migrantes. As últimas formações falaram sobre Economia Popular Solidária – em meados de setembro - e Empreendedorismo, Gestão e Marketing Digital, que está em andamento até dia 15 de outubro. As aulas acontecem no salão da Paróquia Perpétuo Socorro, na Vila Liane, em Ponta Grossa, das 8h30 às 12 horas, com professores do curso de Administração e Contabilidade da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)


      A oficina que orienta também sobre como montar uma empresa iniciou dia 20, estendendo-se pelos dias 21 e 22, prossegue essa semana – dias 27,28 e 29 – continua 4, 5 e 6 de outubro e termina dia 15, com uma feira de exposição de produtos, serviços e sabores desses empreendedores. A assistente social da Cáritas Diocesana, Érica Francine Pilarski Clarindo, explica que o projeto teve outras fases já vencidas. “Iniciou com a identificação do migrante, entrevista para apurar o perfil deles e saber se seriam encaminhados para cursos profissionalizantes, que facilitariam a obtenção de um emprego, ou, para empreendedorismo”, comenta, citando que foram cadastrados mais de 60 migrantes. 


     Ainda segundo a assistente social, todos fizeram oficinas de elaboração de currículo e de entrevista, e já estão sendo direcionados para cursos profissionalizantes gratuitos do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, prefeitura e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Em outros casos, os migrantes são matriculados em cursos de escolas particulares, pagas com desconto pelo projeto. “Tudo para obter os cursos específicos que eles citaram. Outra parte ainda, que quer ser ou já é microempresário ou prestador de serviço, participa de formação para empreendedores”, acrescenta Érica. A oficina de empreendimento tem 18 migrantes inscritos.


     Nos dias 16 e 17 deste mês, a capacitação enfocou a Economia Popular Solidária, abordando os diferentes tipos de empreendimentos, o que é Economia Solidária, a forma de organização, como se configura a comercialização de produtos e de que forma isso impacta na vida dos que já participam das atividades que são desenvolvidas. As aulas ocorreram em parceria com a Incubadora de Empreendimentos Solidários, programa de extensão da UEPG. O objetivo da oficina, que teve 11 participantes, foi levar o conhecimento e mapear possibilidades de grupos que queiram trabalhar em associação ou cooperativa. 


     O Projeto Caminhos de Oportunidades é implementado pela Caritas Brasileira/Regional Paraná e OIM, e, visa promover a integração laboral aos migrantes e acesso a um recomeço e trabalho digno.


 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Igreja prepara o Natal do amor   |   RCC elege coordenadores setoriais   |   Nota Oficial   |   Imagem de Cristo Rei de praça recebe bênção   |  





Publicado em: 28/09/2021

Oficinas capacitam migrantes

Formações abordam de elaboração de currículo a empreendedorismo

 

O Projeto Caminhos de Oportunidades, realizado desde 15 de maio pela Caritas Paraná e Diocesana, com apoio da Organização Internacional para a Migração (OIM), oferece oficinas de capacitação para migrantes. As últimas formações falaram sobre Economia Popular Solidária – em meados de setembro - e Empreendedorismo, Gestão e Marketing Digital, que está em andamento até dia 15 de outubro. As aulas acontecem no salão da Paróquia Perpétuo Socorro, na Vila Liane, em Ponta Grossa, das 8h30 às 12 horas, com professores do curso de Administração e Contabilidade da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)


      A oficina que orienta também sobre como montar uma empresa iniciou dia 20, estendendo-se pelos dias 21 e 22, prossegue essa semana – dias 27,28 e 29 – continua 4, 5 e 6 de outubro e termina dia 15, com uma feira de exposição de produtos, serviços e sabores desses empreendedores. A assistente social da Cáritas Diocesana, Érica Francine Pilarski Clarindo, explica que o projeto teve outras fases já vencidas. “Iniciou com a identificação do migrante, entrevista para apurar o perfil deles e saber se seriam encaminhados para cursos profissionalizantes, que facilitariam a obtenção de um emprego, ou, para empreendedorismo”, comenta, citando que foram cadastrados mais de 60 migrantes. 


     Ainda segundo a assistente social, todos fizeram oficinas de elaboração de currículo e de entrevista, e já estão sendo direcionados para cursos profissionalizantes gratuitos do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, prefeitura e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Em outros casos, os migrantes são matriculados em cursos de escolas particulares, pagas com desconto pelo projeto. “Tudo para obter os cursos específicos que eles citaram. Outra parte ainda, que quer ser ou já é microempresário ou prestador de serviço, participa de formação para empreendedores”, acrescenta Érica. A oficina de empreendimento tem 18 migrantes inscritos.


     Nos dias 16 e 17 deste mês, a capacitação enfocou a Economia Popular Solidária, abordando os diferentes tipos de empreendimentos, o que é Economia Solidária, a forma de organização, como se configura a comercialização de produtos e de que forma isso impacta na vida dos que já participam das atividades que são desenvolvidas. As aulas ocorreram em parceria com a Incubadora de Empreendimentos Solidários, programa de extensão da UEPG. O objetivo da oficina, que teve 11 participantes, foi levar o conhecimento e mapear possibilidades de grupos que queiram trabalhar em associação ou cooperativa. 


     O Projeto Caminhos de Oportunidades é implementado pela Caritas Brasileira/Regional Paraná e OIM, e, visa promover a integração laboral aos migrantes e acesso a um recomeço e trabalho digno.


 


Diocede Ponta Grossa
Aulas sobre empreendedorismo acontecem desde a semana passada   |   Caritas Diocesana

Diocede Ponta Grossa
São 18 migrantes inscritos na oficina para empreendedores   |   Caritas Diocesana

Diocede Ponta Grossa
A oficina acontece no salão da igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro   |   Caritas Diocesana


Navegue até a sua Paróquia