DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 14/10/2021

Sínodo 2023: live quer preparar católicos

CNBB faz hoje primeira formação aberta

 
A live será hoje a noite A live será hoje a noite | Crédito: CNBB

 Uma live elaborada pela equipe da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil para esclarecer os passos da preparação para o Sínodo 2023 acontece na noite desta quinta-feira, às 19h30. A formação é voltada prioritariamente para as equipes diocesanas responsáveis pela condução desta fase preparatória nas dioceses, mas pode e deve ser acompanhada por qualquer católico, participante ou não de uma comunidade eclesial. A transmissão ocorrerá pelo Twiter, Facebook, Instagram e YouTube da CNBB


      “É essencial que as equipes diocesanas participem e acompanhem detalhadamente. Mas, a formação pode ser seguida por padres, integrantes de paróquias já que se trata de uma transmissão aberta e as pessoas poderão, não só acompanhar, como interagir, mandar perguntas no chat do YouTube. É importante que mais pessoas participem junto com a equipe porque serão esclarecidos muitos passos, a dinamizações, toda a articulação e orientações”, adianta o secretário executivo do Regional Sul II, Valdecir Badzinski.


     Ainda segundo padre Valdecir, durante a formação, dom Ricardo Hoepers, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Família da CNBB e representante da Comissão de Animação no Brasil do processo do Sínodo 2023, fará diversos esclarecimentos. “A formação terá uma série de elementos interessantes. Ela tende a facilitar os trabalhos da equipe diocesana”, reforça. O Sínodo, que tem por tema ‘Por uma Igreja sinodal comunhão, participação e missão’, teve sua fase preparatória aberta oficialmente no último domingo pelo Papa Francisco. O lançamento em todas as dioceses do mundo, no entanto, acontece neste próximo dia 17. Na Diocese de Ponta Grosas, a abertura será oficializada com a leitura de um comentário e duas preces pelo sínodo em todas as paróquias.


     Para o bispo dom Sergio Arthur Braschi é muito importante a participação de todos os fiéis católicos. “O Sínodo é um organismo dos bispos. Acontece em Roma, porém, este de 2023 o Papa Francisco quis abrir a todos, justamente porque o tema é ‘sinodalidade’, o que quer dizer ‘caminhar juntos’, Ele dizia que a comunhão e a missão são características da Igreja, sem isso a Igreja não é Igreja, mas se não houver participação, pode ser que essas palavras fiquem apenas no conceito. Então, é preciso participar”, convoca dom Sergio, lembrando que a Diocese tem até o final de fevereiro para dar as respostas e sugestões pedidas pelo Papa, nesta fase da escuta.


     “Faremos isso através de todos os movimentos, pastorais, a representação das crianças da Catequese, da juventude, enfim, o mais possível. O Papa quer que a Igreja escute a todo o povo, de todos os lugares. A gente sente no coração que é uma novidade muito grande esse jeito novo de agir, de participar. Eu me arrisco a dizer que, pela sua importância, depois da pandemia, de um tempo novo para o mundo e para a Igreja, ele (o Sínodo) tem quase a característica de um concilio. Assim como o Concilio Vaticano II foi uma grande resposta da Igreja após a Segunda Guerra Mundial, o mundo estando em um processo de rápida mudança, agora, estamos novamente em um período assim, não somente uma época de mudanças rápidas, mas uma mudança de época, de paradigmas, e a Igreja precisa também atender a essa novidade. E isso vai acontecer através desse sínodo, que vai marcar a história. Teremos uma nova Igreja no sentido do serviço ao mundo, aos que mais necessitam. O Espírito Santo vai clarear o que precisa mudar ainda”, afirma o bispo.  


 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Exposição mostra peças sacras   |   Padres festejam 60 anos de sacerdócio   |   Grupo fabrica peças de presépio   |   Missa celebra 60 anos de sacerdócio de padres   |  





Publicado em: 14/10/2021

Sínodo 2023: live quer preparar católicos

CNBB faz hoje primeira formação aberta

 

 Uma live elaborada pela equipe da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil para esclarecer os passos da preparação para o Sínodo 2023 acontece na noite desta quinta-feira, às 19h30. A formação é voltada prioritariamente para as equipes diocesanas responsáveis pela condução desta fase preparatória nas dioceses, mas pode e deve ser acompanhada por qualquer católico, participante ou não de uma comunidade eclesial. A transmissão ocorrerá pelo Twiter, Facebook, Instagram e YouTube da CNBB


      “É essencial que as equipes diocesanas participem e acompanhem detalhadamente. Mas, a formação pode ser seguida por padres, integrantes de paróquias já que se trata de uma transmissão aberta e as pessoas poderão, não só acompanhar, como interagir, mandar perguntas no chat do YouTube. É importante que mais pessoas participem junto com a equipe porque serão esclarecidos muitos passos, a dinamizações, toda a articulação e orientações”, adianta o secretário executivo do Regional Sul II, Valdecir Badzinski.


     Ainda segundo padre Valdecir, durante a formação, dom Ricardo Hoepers, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Família da CNBB e representante da Comissão de Animação no Brasil do processo do Sínodo 2023, fará diversos esclarecimentos. “A formação terá uma série de elementos interessantes. Ela tende a facilitar os trabalhos da equipe diocesana”, reforça. O Sínodo, que tem por tema ‘Por uma Igreja sinodal comunhão, participação e missão’, teve sua fase preparatória aberta oficialmente no último domingo pelo Papa Francisco. O lançamento em todas as dioceses do mundo, no entanto, acontece neste próximo dia 17. Na Diocese de Ponta Grosas, a abertura será oficializada com a leitura de um comentário e duas preces pelo sínodo em todas as paróquias.


     Para o bispo dom Sergio Arthur Braschi é muito importante a participação de todos os fiéis católicos. “O Sínodo é um organismo dos bispos. Acontece em Roma, porém, este de 2023 o Papa Francisco quis abrir a todos, justamente porque o tema é ‘sinodalidade’, o que quer dizer ‘caminhar juntos’, Ele dizia que a comunhão e a missão são características da Igreja, sem isso a Igreja não é Igreja, mas se não houver participação, pode ser que essas palavras fiquem apenas no conceito. Então, é preciso participar”, convoca dom Sergio, lembrando que a Diocese tem até o final de fevereiro para dar as respostas e sugestões pedidas pelo Papa, nesta fase da escuta.


     “Faremos isso através de todos os movimentos, pastorais, a representação das crianças da Catequese, da juventude, enfim, o mais possível. O Papa quer que a Igreja escute a todo o povo, de todos os lugares. A gente sente no coração que é uma novidade muito grande esse jeito novo de agir, de participar. Eu me arrisco a dizer que, pela sua importância, depois da pandemia, de um tempo novo para o mundo e para a Igreja, ele (o Sínodo) tem quase a característica de um concilio. Assim como o Concilio Vaticano II foi uma grande resposta da Igreja após a Segunda Guerra Mundial, o mundo estando em um processo de rápida mudança, agora, estamos novamente em um período assim, não somente uma época de mudanças rápidas, mas uma mudança de época, de paradigmas, e a Igreja precisa também atender a essa novidade. E isso vai acontecer através desse sínodo, que vai marcar a história. Teremos uma nova Igreja no sentido do serviço ao mundo, aos que mais necessitam. O Espírito Santo vai clarear o que precisa mudar ainda”, afirma o bispo.  


 


Diocede Ponta Grossa
A live será hoje a noite   |   CNBB

Diocede Ponta Grossa
Dom Sergio: “esse Sínodo vai marcar a história”   |   Arquivo AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia