DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 09/11/2021

Formação do clero aborda o ‘novo padre’

Sacerdotes e diáconos se reúnem há dois dias

 
Padre Manoel aborda o perfil dos sacerdotes Padre Manoel aborda o perfil dos sacerdotes | Crédito: Pastoral Presbiteral

      Por dois dias, 70 padres e diáconos da Diocese de Ponta Grossa estão reunidos na formação permanente do clero que, este ano, tem como tema ’Fraternidade Presbiteral em Tempos de Pandemia’. A condução está a cargo do padre Manoel Godoy, professor da Faculdade Jesuíta de Belo Horizonte, assessor de diversas pastorais na Zona Leste de São Paulo, onde é pároco da Paróquia São Tarcísio. O padre é coautor do livro O Novo Rosto do Clero/Perfil dos Padres Novos no Brasil, da Editora Vozes.


     A formação está acontecendo desde a manhã de ontem (8) e se encerra às 17 horas desta terça-feira, na Chácara Rainha da Paz, no Bairro Contorno, em Ponta Grossa. Com experiência de assessorias do Conselho Episcopal Latino-Americano e do Centro Bíblico Teológico Pastoral para a América Latina e Caribe, padre Godoy trabalhou com Dom Helder Câmara e Dom José Maria Pires, o bispo da causa negra no Brasil. Muito próximo da caminhada pastoral, o padre faz com o clero diocesano reflita a respeito das angústias quanto aos desafios da evangelização nesse cenário ainda de pandemia e, em especial, quanto à atuação dos padres.


     O livro O Novo Rosto do Clero, escrito ao lado de Agenor Brighenti, Alzirinha Rocha de Souza, Andrea Damacena Martins, Antônio José de Almeida, Antônio Manzatto, Brenda Carranza, Fernando Altemeyer Junior e João Décio Passos, é o resultado de uma pesquisa realizada pelo importante grupo dos teólogos e fala do atual perfil de presbíteros, os chamados ‘padres novos’. Segundo padre Godoy, a sociedade mudou e como a Igreja está no mundo, acaba sofrendo todas as influências do mundo. “Este novo tipo de Igreja exige um novo tipo de padre, que, já a partir do Concílio Vaticano II, está mais próxima do povo, caminha junto com ele.


 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Tradicional bênção dos veículos será nesta sexta   |   Jovens terão dias de convivência em seminário   |   Ciclistas percorrem 651 km na Rota do Rosário   |   Os Santos Reis lembrados em procissão   |  





Publicado em: 09/11/2021

Formação do clero aborda o ‘novo padre’

Sacerdotes e diáconos se reúnem há dois dias

 

      Por dois dias, 70 padres e diáconos da Diocese de Ponta Grossa estão reunidos na formação permanente do clero que, este ano, tem como tema ’Fraternidade Presbiteral em Tempos de Pandemia’. A condução está a cargo do padre Manoel Godoy, professor da Faculdade Jesuíta de Belo Horizonte, assessor de diversas pastorais na Zona Leste de São Paulo, onde é pároco da Paróquia São Tarcísio. O padre é coautor do livro O Novo Rosto do Clero/Perfil dos Padres Novos no Brasil, da Editora Vozes.


     A formação está acontecendo desde a manhã de ontem (8) e se encerra às 17 horas desta terça-feira, na Chácara Rainha da Paz, no Bairro Contorno, em Ponta Grossa. Com experiência de assessorias do Conselho Episcopal Latino-Americano e do Centro Bíblico Teológico Pastoral para a América Latina e Caribe, padre Godoy trabalhou com Dom Helder Câmara e Dom José Maria Pires, o bispo da causa negra no Brasil. Muito próximo da caminhada pastoral, o padre faz com o clero diocesano reflita a respeito das angústias quanto aos desafios da evangelização nesse cenário ainda de pandemia e, em especial, quanto à atuação dos padres.


     O livro O Novo Rosto do Clero, escrito ao lado de Agenor Brighenti, Alzirinha Rocha de Souza, Andrea Damacena Martins, Antônio José de Almeida, Antônio Manzatto, Brenda Carranza, Fernando Altemeyer Junior e João Décio Passos, é o resultado de uma pesquisa realizada pelo importante grupo dos teólogos e fala do atual perfil de presbíteros, os chamados ‘padres novos’. Segundo padre Godoy, a sociedade mudou e como a Igreja está no mundo, acaba sofrendo todas as influências do mundo. “Este novo tipo de Igreja exige um novo tipo de padre, que, já a partir do Concílio Vaticano II, está mais próxima do povo, caminha junto com ele.


 


Diocede Ponta Grossa
Padre Manoel aborda o perfil dos sacerdotes   |   Pastoral Presbiteral

Diocede Ponta Grossa
Dom Sergio participa todos os anos da formação   |   Pastoral Presbiteral

Diocede Ponta Grossa
São padres e diáconos de toda a Diocese reunidos   |   Pastoral Presbiteral


Navegue até a sua Paróquia