DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 11/11/2021

Ações sociais lembram Dia Mundial dos Pobres

Missa, oração e doações de alimentos no centro de PG

 
Ação é neste sábado Ação é neste sábado | Crédito: Comunidade Shalom

          ‘Sempre tereis pobres entre vós’ (Mc 14, 7) Na sua mensagem para o Dia Mundial dos Pobres 2021, o Papa Francisco dizia ‘faço votos de que o Dia Mundial dos Pobres, chegado já à sua quinta celebração, possa radicar-se cada vez mais nas nossas Igrejas locais e abrir-se a um movimento de evangelização que, em primeira instância, encontre os pobres lá onde estão. Não podemos ficar à espera que batam à nossa porta; é urgente ir ter com eles às suas casas, aos hospitais e casas de assistência, à estrada e aos cantos escuros onde, por vezes, se escondem, aos centros de refúgio e de acolhimento… É importante compreender como se sentem, o que estão a passar e quais os desejos que têm no coração”.


     Levando ao pé da letra o desejo do Papa, integrantes da Comunidade Católica Shalom e voluntários promovem, neste sábado (13), o Projeto Shalom Amigo dos Pobres, uma resposta de amor e socorro às pessoas em situação de rua e de maior vulnerabilidade social. A ação será realizada a partir das 11 horas, com celebração eucarística, oração e aconselhamento espiritual, almoço para pessoas em situação de rua e entrega de doações. As pessoas que quiserem atuar como voluntário pode se inscrever pelo link https://forms.gle/193Z1LtaNNreZnvJ8  Quem quiser se tornar um benfeitor através de doações pode doar via PIX (429980282540). Para mais informações entre em contato pelo whats: (42) 99802-8254, com Renata.


     O ‘Shalom dos Pobres’ é uma inciativa que nasceu na sede da Comunidade Católica, em Fortaleza, onde existe uma casa específica para atendimento dos mais carentes, o ‘Palácio dos Pobres’, que começou a funcionar na pandemia, conta o padre Glauco de Camargo Pinto, postulante à Comunidade. “Aqui, na Missão Ponta Grossa, a proposta atende o pensamento do Papa. Temos a iniciativa mensal de levar comida e material de higiene aos moradores de rua, vendedores ambulantes...quem estiver na rua. Foi lançada este ano e precisamos de muita ajuda, especialmente com alimentos”, explicou o padre, citando que farmácias e a juventude da obra Shalom também colaboram muito.


     No sábado, na Praça Barão do Rio Branco, o projeto ampliará seu serviço. “O convite é muito bonito: ‘ser amigo dos pobres’. É isso que queremos. Ir nos aproximando dessas pessoas, dentro de suas vulnerabilidades, mas mostrando o valor que cada uma tem. Jesus já veio para isso, veio para o pobre, para aquele que estava excluído, esquecido. É missão de todo o cristão. Aproximar-se, ser amigo. Mais do que ajudar, escutar, se colocar ao lado dele”, sugere padre Glauco.


     O bispo Dom Sergio lembra que é a primeira vez que, em Ponta Grossa, vai se reunir, em um único local, pessoas para demonstrar solidariedade para com os pobres, pelo Dia Mundial, que já está no seu quinto ano e acontece por iniciativa do Papa Francisco, em todo o mundo. “É um dia para nós refletirmos sobre a solidariedade para com os mais carentes, os mais fragilizados” , destaca Dom Sergio.


Sacerdote-aliança


     Padre Glauco é o primeiro do Sul do Brasil a iniciar o caminho na Comunidade Católica Shalom para ser sacerdote-Aliança. Está na fase do noviciado, vivendo o processo de conhecer o Carisma, “viver a espiritualidade do Cristo Ressuscitado que passou pela cruz. Sempre celebrei para o Shalom, gostei de servir. Eu venho de grupo de jovens e o alvo da Comunidade é a juventude. Colaborando, fui chamado ao Vocacional, o que foi muito importante para mim no ano da pandemia porque rezei bastante. Pedi autorização ao bispo, que sabe que sempre busquei a espiritualidade, e ingressei na Comunidade. Esse é o meu primeiro ano. Uma caminhada para, futuramente, ser sacerdote Aliança”, detalha.


     A missão de Ponta Grossa existe há cinco anos. As etapas para ingressar na Comunidade passam pelo Vocacional, onde acontece o acompanhamento; dois anos de Postulantado, dois anos de Discipulado e o caminho até a consagração, com intensa formação, sendo inserido em célula e em ministérios de atuação. O padre segue o mesmo caminho de qualquer leigo. “Como sacerdote diocesano terei o carisma Shalom, esse é o diferencial. Continuo na Diocese, mas membro da Comunidade. Aliança, onde estão os chamados ‘externos’, que vivem em seus trabalhos, nas suas casas, e existe ainda a Comunidade De Vida, que são os missionários. Aqui, vivem 15 jovens de fora, de vários pontos do Brasil e, inclusive, uma uruguaia”, explica


 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Tradicional bênção dos veículos será nesta sexta   |   Jovens terão dias de convivência em seminário   |   Ciclistas percorrem 651 km na Rota do Rosário   |   Os Santos Reis lembrados em procissão   |  





Publicado em: 11/11/2021

Ações sociais lembram Dia Mundial dos Pobres

Missa, oração e doações de alimentos no centro de PG

 

          ‘Sempre tereis pobres entre vós’ (Mc 14, 7) Na sua mensagem para o Dia Mundial dos Pobres 2021, o Papa Francisco dizia ‘faço votos de que o Dia Mundial dos Pobres, chegado já à sua quinta celebração, possa radicar-se cada vez mais nas nossas Igrejas locais e abrir-se a um movimento de evangelização que, em primeira instância, encontre os pobres lá onde estão. Não podemos ficar à espera que batam à nossa porta; é urgente ir ter com eles às suas casas, aos hospitais e casas de assistência, à estrada e aos cantos escuros onde, por vezes, se escondem, aos centros de refúgio e de acolhimento… É importante compreender como se sentem, o que estão a passar e quais os desejos que têm no coração”.


     Levando ao pé da letra o desejo do Papa, integrantes da Comunidade Católica Shalom e voluntários promovem, neste sábado (13), o Projeto Shalom Amigo dos Pobres, uma resposta de amor e socorro às pessoas em situação de rua e de maior vulnerabilidade social. A ação será realizada a partir das 11 horas, com celebração eucarística, oração e aconselhamento espiritual, almoço para pessoas em situação de rua e entrega de doações. As pessoas que quiserem atuar como voluntário pode se inscrever pelo link https://forms.gle/193Z1LtaNNreZnvJ8  Quem quiser se tornar um benfeitor através de doações pode doar via PIX (429980282540). Para mais informações entre em contato pelo whats: (42) 99802-8254, com Renata.


     O ‘Shalom dos Pobres’ é uma inciativa que nasceu na sede da Comunidade Católica, em Fortaleza, onde existe uma casa específica para atendimento dos mais carentes, o ‘Palácio dos Pobres’, que começou a funcionar na pandemia, conta o padre Glauco de Camargo Pinto, postulante à Comunidade. “Aqui, na Missão Ponta Grossa, a proposta atende o pensamento do Papa. Temos a iniciativa mensal de levar comida e material de higiene aos moradores de rua, vendedores ambulantes...quem estiver na rua. Foi lançada este ano e precisamos de muita ajuda, especialmente com alimentos”, explicou o padre, citando que farmácias e a juventude da obra Shalom também colaboram muito.


     No sábado, na Praça Barão do Rio Branco, o projeto ampliará seu serviço. “O convite é muito bonito: ‘ser amigo dos pobres’. É isso que queremos. Ir nos aproximando dessas pessoas, dentro de suas vulnerabilidades, mas mostrando o valor que cada uma tem. Jesus já veio para isso, veio para o pobre, para aquele que estava excluído, esquecido. É missão de todo o cristão. Aproximar-se, ser amigo. Mais do que ajudar, escutar, se colocar ao lado dele”, sugere padre Glauco.


     O bispo Dom Sergio lembra que é a primeira vez que, em Ponta Grossa, vai se reunir, em um único local, pessoas para demonstrar solidariedade para com os pobres, pelo Dia Mundial, que já está no seu quinto ano e acontece por iniciativa do Papa Francisco, em todo o mundo. “É um dia para nós refletirmos sobre a solidariedade para com os mais carentes, os mais fragilizados” , destaca Dom Sergio.


Sacerdote-aliança


     Padre Glauco é o primeiro do Sul do Brasil a iniciar o caminho na Comunidade Católica Shalom para ser sacerdote-Aliança. Está na fase do noviciado, vivendo o processo de conhecer o Carisma, “viver a espiritualidade do Cristo Ressuscitado que passou pela cruz. Sempre celebrei para o Shalom, gostei de servir. Eu venho de grupo de jovens e o alvo da Comunidade é a juventude. Colaborando, fui chamado ao Vocacional, o que foi muito importante para mim no ano da pandemia porque rezei bastante. Pedi autorização ao bispo, que sabe que sempre busquei a espiritualidade, e ingressei na Comunidade. Esse é o meu primeiro ano. Uma caminhada para, futuramente, ser sacerdote Aliança”, detalha.


     A missão de Ponta Grossa existe há cinco anos. As etapas para ingressar na Comunidade passam pelo Vocacional, onde acontece o acompanhamento; dois anos de Postulantado, dois anos de Discipulado e o caminho até a consagração, com intensa formação, sendo inserido em célula e em ministérios de atuação. O padre segue o mesmo caminho de qualquer leigo. “Como sacerdote diocesano terei o carisma Shalom, esse é o diferencial. Continuo na Diocese, mas membro da Comunidade. Aliança, onde estão os chamados ‘externos’, que vivem em seus trabalhos, nas suas casas, e existe ainda a Comunidade De Vida, que são os missionários. Aqui, vivem 15 jovens de fora, de vários pontos do Brasil e, inclusive, uma uruguaia”, explica


 


Diocede Ponta Grossa
Ação é neste sábado   |   Comunidade Shalom

Diocede Ponta Grossa
‘Sempre tereis pobres entre vós’   |   Comunidade Shalom

Diocede Ponta Grossa
Padre Glauco está no processo de conhecer o carisma Shalom   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia