DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 10/06/2022

Este ano, ‘Missa dos Casais’ será no ginásio

Celebração será neste sábado e espera 400 casais

 
A média de participação, na igreja, tem sido de 280 casais A média de participação, na igreja, tem sido de 280 casais | Crédito: Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Uma missa para casais, organizada pela Pastoral Familiar da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, acontece há dez anos. Pensada pelo pároco, padre Claudemir Nascimento Leal, pela primeira vez em 2010 para motivar casais, não só casados, mas noivos e namorados, a celebração deixou de ser realizada em 2020, em 2021 foi restrita e, este ano, pensando em reunir o maior número de enamorados, será no Ginásio da Vila Liane, às 20 horas deste sábado (11). A missa está sendo preparada para contar com aproximadamente 400 casais.


     “Contando que todos estão ansiosos pela volta da celebração, já tão tradicional, o padre (Claudemir Leal) e nós resolvemos levar a missa para o ginásio. Estamos preparando dinâmicas para que os casais vivenciem o amor e a fé entre eles. São momentos que se utilizam de música, flores, caixas de presente, tudo para falar das diferentes linguagens do amo”, adianta a coordenadora da Pastoral Familiar, Juliana Barboza. Segundo ela, em anos anteriores, a missa reuniu entre 270 e 280 casais. Como a expectativa de participação este ano é maior, a celebração foi levada para um espaço maior, como aconteceu com a missa da Páscoa. 


     A iniciativa foi muito bem aceita, desde o início. Tanto que as últimas edições atraíram gente de outras paróquias, conta Juliana. “E não só pelos casados, mas também pelo mais novos, os que estão iniciando a vida a dois. São quatro momentos distintos, todos idealizados para motivar o olhar de um pelo outro e a vida matrimonial com Deus junto. Queremos aproveitar as dinâmicas para fazê-los concentrar na vida do casal, fortalecer a relação diária. Eu tenho 23 anos de casada e celebrações assim é sempre bom, motiva de outra maneira, nos faz parar e nos olhar, coisa que no corre-corre de todo o dia nem sempre é possível”, testemunha a coordenadora. 


Bolo


     E para quem não é casal, quem ainda não encontrou o seu par, a paróquia oferecerá pedaços do bolo de Santo Antônio. Serão 1.200 pedaços do bolo toalha felpuda, vendidos a R$ 8, na igreja matriz, no sábado, das 8 às 15 horas, e, domingo, às 10 horas. Em alguns dos pedaços, os sortudos encontrarão a medalhinha do santo, tido como casamenteiro. Conforme padre Claudemir, toda a renda obtida será remetida à missão diocesana na Prelazia de Lábrea (AM). A paróquia repetidamente tem realizado ações em prol dos missionários, como no Dia das Mães, quando foram produzidos e comercializados docinhos.


     A Diocese de Ponta Grossa participa do Projeto Igreja-Irmãs da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, ajudando, já desde 2016, a Prelazia de Lábrea, com o envio de sacerdotes e missionários. Há dois anos, padres diocesanos assumiram a administração da Paróquia São João Batista, em Canutama (AM), onde atendem a matriz e suas comunidades, além de estarem à frente da Área Missionária Nossa Senhora Aparecida, no KM 70, entre Porto Velho (RO) e Lábrea. A construção da casa-sede da missão está a cargo do diácono Metódio Retexim. Com ele, estão sua esposa Vera e o padre Sílvio Mocelim.


 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Missa celebra jubileu de convento   |   50 anos do Convento Espírito Santo   |   Diocese de Ponta Grossa vai enviar 25 participantes à Assembleia do Povo de Deus   |   Institutos Seculares se reúnem em Ponta Grossa   |  





Publicado em: 10/06/2022

Este ano, ‘Missa dos Casais’ será no ginásio

Celebração será neste sábado e espera 400 casais

 

Uma missa para casais, organizada pela Pastoral Familiar da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, acontece há dez anos. Pensada pelo pároco, padre Claudemir Nascimento Leal, pela primeira vez em 2010 para motivar casais, não só casados, mas noivos e namorados, a celebração deixou de ser realizada em 2020, em 2021 foi restrita e, este ano, pensando em reunir o maior número de enamorados, será no Ginásio da Vila Liane, às 20 horas deste sábado (11). A missa está sendo preparada para contar com aproximadamente 400 casais.


     “Contando que todos estão ansiosos pela volta da celebração, já tão tradicional, o padre (Claudemir Leal) e nós resolvemos levar a missa para o ginásio. Estamos preparando dinâmicas para que os casais vivenciem o amor e a fé entre eles. São momentos que se utilizam de música, flores, caixas de presente, tudo para falar das diferentes linguagens do amo”, adianta a coordenadora da Pastoral Familiar, Juliana Barboza. Segundo ela, em anos anteriores, a missa reuniu entre 270 e 280 casais. Como a expectativa de participação este ano é maior, a celebração foi levada para um espaço maior, como aconteceu com a missa da Páscoa. 


     A iniciativa foi muito bem aceita, desde o início. Tanto que as últimas edições atraíram gente de outras paróquias, conta Juliana. “E não só pelos casados, mas também pelo mais novos, os que estão iniciando a vida a dois. São quatro momentos distintos, todos idealizados para motivar o olhar de um pelo outro e a vida matrimonial com Deus junto. Queremos aproveitar as dinâmicas para fazê-los concentrar na vida do casal, fortalecer a relação diária. Eu tenho 23 anos de casada e celebrações assim é sempre bom, motiva de outra maneira, nos faz parar e nos olhar, coisa que no corre-corre de todo o dia nem sempre é possível”, testemunha a coordenadora. 


Bolo


     E para quem não é casal, quem ainda não encontrou o seu par, a paróquia oferecerá pedaços do bolo de Santo Antônio. Serão 1.200 pedaços do bolo toalha felpuda, vendidos a R$ 8, na igreja matriz, no sábado, das 8 às 15 horas, e, domingo, às 10 horas. Em alguns dos pedaços, os sortudos encontrarão a medalhinha do santo, tido como casamenteiro. Conforme padre Claudemir, toda a renda obtida será remetida à missão diocesana na Prelazia de Lábrea (AM). A paróquia repetidamente tem realizado ações em prol dos missionários, como no Dia das Mães, quando foram produzidos e comercializados docinhos.


     A Diocese de Ponta Grossa participa do Projeto Igreja-Irmãs da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, ajudando, já desde 2016, a Prelazia de Lábrea, com o envio de sacerdotes e missionários. Há dois anos, padres diocesanos assumiram a administração da Paróquia São João Batista, em Canutama (AM), onde atendem a matriz e suas comunidades, além de estarem à frente da Área Missionária Nossa Senhora Aparecida, no KM 70, entre Porto Velho (RO) e Lábrea. A construção da casa-sede da missão está a cargo do diácono Metódio Retexim. Com ele, estão sua esposa Vera e o padre Sílvio Mocelim.


 


Diocede Ponta Grossa
A média de participação, na igreja, tem sido de 280 casais   |   Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Diocede Ponta Grossa
Decoração e um tema específico nas dinâmicas querem motivar os casais   |   Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Diocede Ponta Grossa
Em 2021, com as restrições, pouca gente pode participar   |   Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro


Navegue até a sua Paróquia