DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros

Paróquia
Paróquia N. S. de Fátima de T. Borba

Dados Gerais
Fundação: 01/01/1947
Pároco:    Pe. Primo Ap. Hipólito
Vigário:    Pe. Angelo Schemberger, Pe. Antonio C. Mello e Pe. Pedro H. Oliveira

Contato
Secretária:Juciane Baena e Thayná Jorge
Telefone: Juciane (42) 99129-7931 Thayná (42) 99129-7936
e-mail:     pnsftb@gmail.com
Site:         www.pnsfatima.com.br
Facebook: @pnsfatimatb

Missas
Segunda:    Não há Celebrações
Terça:         07h | 19h
Quarta:       07h | 15h | 19h
Quinta:       07h
Sexta:         07h | 19h
Sábado:      19h30
Domingo:    8h30 | 19h30

Confissões
Segunda:   Não há atendimento
Terça:       Agendamento das 09h às 11h e das 14h às 17h
Quarta:     Durante a Novena das 15h
Quinta:     Agendamento das 09h às 11h e das 14h às 17h
Sexta:       Agendamento das 09h às 11h e das 14h às 17h
Sábado:    Não há atendimento
Domingo:  Não há atendimento


HISTÓRICO

      O objetivo principal da criação da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, foi o fato de que no ano de 1941 a Indústria Klabin começou a construir sua fábrica, que sem dúvida nenhuma provocou a necessidade de se criar uma nova Paróquia. 

     Até aquele momento a Fazenda Monte Alegre, tinham residentes esparsos ocupados em criar gado em pequena escala. 

     Estas pessoas eram atendidas no campo espiritual pela visita regular dos Padres de Tibagi. 

      Foi estabelecido que cada semana sábado e domingo um Padre se deslocava de Tibagi para Celebrar uma Missa em Lagoa outra em Harmonia, enquanto que uma vez por mês, um segundo Padre vinha visitar Mauá pelo domingo. 

      Isso se tornou difícil para a comunidade de Tibagi, devido ao número de viagens que deveriam ser feitas, além da própria dificuldade de locomoção motivada pela distância e pelo péssimo estado das estradas. 

      Para suprir estas dificuldades houve necessidade de pensar na criação de uma nova Paróquia, pois Monte Alegre, não poderia ficar dependente de Tibagi, considerando também o aumento populacional. 

      No dia 30 de Janeiro de 1960, foi recebido um decreto apresentado pelo Pároco de Harmonia, depois de ouvido o Pároco de Tibagi, considerando as circunstâncias especiais do lugar, depois de ter constituído e formado o povoado assim denominado Cidade Nova, nas margens do Rio Tibagi e nas proximidades da sede Paroquial de Harmonia, usando de nossa jurisdição ordinária, havendo por bem, pelo presente decreto desmembrar da Paróquia de Harmonia: 

“Considerando, outrossim, a formação, aumento e importância da “Cidade Nova”, a pequena distância em que se encontra de Harmonia, atendendo a nova residência dos Padres do SSMO Redentor na mesma Cidade Nova e á supressão da antiga residência em Harmonia, havemos por bem transferir a sede paroquial de Harmonia para Cidade Nova. Elevamos portanto, a Igreja de Nossa Senhora de Fátima de Cidade Nova à dignidade de Igreja Paroquial e lhe concedemos o direito de Matriz, com pleno direito para ter o Sacrário, em que se conserve o Sacramento da Eucaristia e com o necessário ornato e decência e com lâmpada acesa de dia e de noite, bem como o direito para ali estabelecer-se Batistério e Pia Batismal, para ter o Arquivo Paróquia, que deve ser transferido de Harmonia e todos os demais direito, honras e distinção de uma Igreja Paroquial”. 

      Os primeiros Padres que vieram trabalhar na nova Paróquia foram: John Lynch e Bernard Loncker. 

      A primeira missa na Cidade Nova foi celebrada no bar e restaurante do Júlio Costa, com presença de 200 pessoas. 

      Atendendo, porém, que boa parte dos fiéis de Harmonia os quais estão habituados a ter ali a matriz, os padres da Paróquia continuarão a dar aos fiéis de Harmonia tal assistência religiosa que não sintam a transferência e, portanto, a supressão da Matriz, podendo mesmo haver nela, nas condições devidas a conservação do SSMO Sacramento. 

      O decreto foi lido num domingo durante a Missa paroquial, tanto na nova Matriz de Nossa Senhora de Fátima de Cidade Nova, como na Matriz Nossa Senhora dos Remédios de Tibagi, devendo em seguida ser transcrito no livro Tombo de ambas as Paróquias, bem como no livro competente de nossa Cúria Episcopal em Ponta Grossa aos 29 de Janeiro de 1960. 

      No dia 13 de Janeiro atendendo ao Padre Raymundo Tomé MacCarthy, Pároco da freguesia de Cidade Nova, a Cúria Diocesana concedeu-lhe a autorização para que possa abrir e rubricar um livro com a respectiva duplicata destinada aos registros dos batizados realizados em Cidade Nova, bem como lavrar no fim o termo de encerramento. 

      No dia 05 de março de 1960 a Igreja Paroquial Nossa Senhora de Fátima recebeu uma circular a qual incumbiu ao Padre Paulo Xavier Machado de dirigir e promover, com a cooperação da Cúria Assunta da Legião de Maria o ensino do catecismo em todas as Escolas da Cidade. 

      Devido à falta de sacerdotes, houve a necessidade de organizar e efetuar o ensino religioso, não apenas na Igreja Matriz e nas capelas da respectiva Paróquia, mas também em todas as Escolas primárias e secundárias, pedindo a colaboração dos leigos preferivelmente, as  mesmas professoras que nas Igrejas e Escolas ministrassem as lições de catecismo às crianças. 

      Essas catequistas com outros cooperadores da obra catequética formaram a Congregação da Doutrina Cristã.  

      No dia 19 de Março de 1960, o Pároco recebeu um aviso pelo secretario do Bispo, pedindo a fineza de mandar as importâncias de batizados, casamentos trimestralmente. 

      No dia 27 de Outubro foi nomeado como novo vigário dessa Paróquia o Padre Eduardo Byone e seus cooperadores Padre Guilherme Small, Patrício Heally e Francisco Jennes. 

      No ano seguinte foi concedido ao novo Pároco da Cidade Nova Celebrar Missas nos domingos e dias santos de guarda na Igreja Matriz e nas Capelas, sendo uma Missa vespertina, observando-se quanto ao horário. 

      No ano de 1962 em primeiro de Março foi recebido como novo cooperador desta Paróquia o Padre Thiago Schambs, vindo da Paróquia de Paranaguá. 

      Em 04 de Abril foi recebida uma carta do Bispo Dom Antônio Mazzarotto, avisando que a visita pastoral seria realizada no mês de maio. 

      No dia 03 de Janeiro de 1963 chegaram de São Paulo três Irmãs da Congregação de Santa Cruz e cinco moças para fazer trabalho de catequese por duas semanas na Paróquia Nossa Senhora de Fátima. 

      No dia 16 de maio a Paróquia recebeu a visita do Bispo Diocesano Dom Geraldo Pellanda. 

      Neste mesmo ano trezentas crianças fizeram sua primeira comunhão na Paróquia Nossa Senhora de Fátima em Cidade Nova e noventa e cinco crianças realizaram o mesmo sacramento na Paróquia de Harmonia. 

      Em janeiro de 1993, chegou na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, como Pároco Padre Miguel do Nascimento Netto, vindo de Antonina uma pacata cidade do Paraná. 

      Chegando em Telêmaco Borba, sentiu a diferença de participação ativa dos leigos em toda a vida da Paróquia, e os padres que aqui trabalhavam eram todos muito experientes Pe. Egidio, Pe. Armando, Pe. Moacyr e Pe. Ricardo. 

      Nos primeiros anos Pe. Miguelito como todos os chamavam, acompanhou e conheceu melhor o trabalho das comunidades e as comunidades conheceram melhor a pessoa do novo Pároco. Isso ajudou a comunidade paroquial a crescer muito, tanto que algumas tiveram que aumentar as suas Igrejas como: São Francisco, São Pedro, Bom Jesus, Nossa Senhora das Graças, Nossa Senhora do Rosário e Imaculada Conceição. 

      Devido à dedicação de toda a equipe dos padres e leigos, houve um grande boom religioso em toda a Paróquia e isso ficava bem claro quando aconteciam os encerramentos de Encontros na Matriz, havia tanta gente, que não cabia ninguém mais na Igreja e as pessoas começaram a falar... “Por que não fazer uma Igreja maior”. Uma Matriz mais decente, condizente com o boom religioso da Comunidade? 

      Então foi formada uma equipe para ver as possibilidades inclusive de usar o terreno de frente a Escola Paroquial. Conseguido o OK da Província, por volta de março de 1999 deu início ás obras da Nova Matriz e em maio de 1999 começou a luta de toda a Paróquia com doações espontâneas e carnês. O que vemos hoje, a Nova matriz, orgulho de todos nós é devido ao esforço e doação de muita gente da Comunidade Paroquial.  

      A Nova Matriz é um ponto de referência para a cidade, para a região e para o Estado. Ela não está terminada ainda, mas com o contínuo esforço de todos, iremos chegar ao fim. 


ATUALIZAÇÃO (MARÇO/2022) 

      A nova Igreja Matriz não tem uma data oficial de inauguração, pois na época, cada etapa que era finalizada (vidros, bancos, pintura) era celebrada com uma “Missa Inaugural”. Encontra-se, na data de hoje (28/03/2022), finalizada. 


Párocos 

1946-1947: Pe. João (John F. Lynch) C.Ss.R 

1947-1948: Pe. Aroldo (Harold Driscoll) C.Ss.R 

1948-1956: Pe. José (Josefh Austin) C.Ss.R 

1956-1957: Pe. Ricardo (Richard O’Malley) C.Ss.R 

1957-1961: Pe. Tomé (Raymond McCarthy) C.Ss.R 

1961-1961: Pe. Jorge (George Gunter) C.Ss.R 

1961-1967: Pe. Paulo Eduardo (Edward Byrne) C.Ss.R 

1967-1969: Pe. Eduardo (Edward Jackson) C.Ss.R 

1969-1970: Pe. João (John Hennessy) C.Ss.R 

1970-1972: Pe. Eugenio (Francis Sullivan) C.Ss.R 

1972-1978: Pe. Raimundo (Raymond Weithman) C.Ss.R 

1978-1980: Pe. Geraldo (Gerard Schreiber) C.Ss.R 

1980-1981: Pe. Ricardo (Richard Blisserd) C.Ss.R 

1981-1984: Pe. Egídio (Giles Gardiner) C.Ss.R 

1984-1988: Pe. Miguel (John Roche) C.Ss.R 

1988-1992: Pe. Claudio Araujo C.Ss.R 

1992-1993: Pe. Egídio (Giles Gardiner) C.Ss.R 

1993-2001: Pe. Miguel do Nascimento Netto C.Ss.R 

2002-2004: Pe. Donaldo (Donald) Roth C.Ss.R 

2005-2006: Pe. Marcos Vinicius C.Ss.R 

2006: Pe. Marcos Justi C.Ss.R 

2007-2008: Pe. Odair Costa C.Ss.R 

2009-2014: Pe Henrique Aparecido de Lima C.Ss.R 

2015: Pe. Primo Aparecido Hipólito C.Ss.R 


Capelas

Comunidades Bom Jesus de Nazaré, Imaculada Conceição, Imaculado Coração de Maria, Nossa Senhora Aparecida (Bairro Socomim), Nossa Senhora Aparecida (Bairro Triângulo), Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Nossa Senhora do Rocio, Nossa Senhora dos Anjos, Santa Rita, Santo Antônio (Bairro Jd. União), Santo Antônio (Bairro Lagoa), São Francisco de Assis, São Geraldo, São José e São Roque. (Em nosso site tem fotos atualizadas de todas as Capelas das comunidades) 

PASTORAIS E MOVIMENTOS:  

APOSTOLADO DE ORAÇÃO 

CAPELINHAS 

CATEQUESE 

CHÁCARA DE ACOLHIDA SÃO CLEMENTE 

COMUNIDADE TERAPÊUTICA SÃO GERALDO 

COROINHAS 

EQUIPE DE CANTO 

EQUIPE LITÚRGICA 

LEGIÃO DE MARIA 

LEIGOS REDENTORISTAS 

MARIANOS 

MECES (Ministro Extraordinário da Comunhão Eucarística) 

MFC (Movimento Familiar Cristão) 

PASTORAL DA CRIANÇA 

PASTORAL DO BATISMO 

PASTORAL SOCIAL 

PLC (Peregrinação do Leigo Cristão) 

RCC (Renovação Carismática Católica) 

SAV (Serviço de Animação Vocacional) 

VICENTINOS 


ORAÇÃO

    Ó minha Senhora e minha Mãe, eu me ofereço todo a vós e, em prova de minha devoção para convosco, vos consagro neste dia, meus olhos, meus ouvidos, minha boca, meu coração e todo o meu ser. E já que sou vosso, ó incomparável Mãe, guardai-me e defendei-me como  filho (a) e propriedade vossa. 

Amém!




Navegue até a sua Paróquia