DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros




Na Trilha da Fé
Publicado em: 11/03/2021

Amor à educação e às crianças

Ursulinas de Maria Imaculada chegaram há 35 anos

 
| Crédito:

     Dom Geraldo Pellanda em uma viagem à Roma conheceu as Irmãs Ursulinas de Maria Imaculada e o trabalho que realizavam em escolas e hospitais.  O bispo pediu para que as religiosas viessem para a Diocese de Ponta Grossa fundar uma nova obra na América. Falar da congregação é falar de Brígida Morello. Ela nasceu no dia 17 de junho de 1610, na Itália. Cresceu em um ambiente intensamente cristão. Desde criança manifestou o desejo de consagrar-se a Deus. 

     Casou-se aos 23 anos, após frequentes pedidos dos pais. Aos 27 anos, Brígida ficou viúva, e sem filhos. Consagra-se a Deus com voto de castidade perpétua e coloca-se a serviço da paróquia na esperança de tornar-se religiosa. Através da oração, Brígida intensifica o seu desejo de seguir a Cristo como monja, mas é rejeitada por ser viúva. 

     Deus tinha outros planos para ela.  Brígida, sob a influência do Espírito Santo, entendeu a importância da mulher na sociedade e fundou a Congregação Irmãs Ursulinas de Maria Imaculada, no dia 17 de fevereiro de 1649, destinada à formação cristã das famílias por intermédio da educação das meninas.  Brígida faleceu no dia 3 de setembro de 1679.  Foi beatificada em 15 de março de 1998 pelo Papa João Paulo II. Brígida Morello deixou para todos uma herança digna de admiração e um exemplo de como ser e tudo fazer para a maior glória de Deus.

     A presença das Irmãs Ursulinas de Maria Imaculada iniciou-se no Brasil no dia 13 de março de 1985, com o objetivo de dar educação às crianças das famílias carentes do Núcleo Santa Luzia e áreas vizinhas. Desde o início, as religiosas se engajaram no trabalho sócio-pastoral da Paróquia São Pedro Apóstolo. Em 1987, deu-se início às atividades do centro de educação infantil, suprindo assim as necessidades das famílias carentes da região. A congregação está presente, também, em Santos (SP) e Itália, Índia, África, Reino Unido e Irlanda. Em Ponta Grossa, são sete consagradas. “Para a cidade, as irmãs vieram exclusivamente para atuar com o Centro de Educação Infantil Maria Imaculada. A comunidade de Ponta Grossa está há mais tempo no Brasil”, destaca a Irmã Yvonne de Lima Fernandes.


FONTE

Congregação Irmãs Ursulinas de Maria Imaculada


  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Igreja prepara o Natal do amor   |   RCC elege coordenadores setoriais   |   Nota Oficial   |   Imagem de Cristo Rei de praça recebe bênção   |  





Publicado em: 11/03/2021

Amor à educação e às crianças

Ursulinas de Maria Imaculada chegaram há 35 anos

 

     Dom Geraldo Pellanda em uma viagem à Roma conheceu as Irmãs Ursulinas de Maria Imaculada e o trabalho que realizavam em escolas e hospitais.  O bispo pediu para que as religiosas viessem para a Diocese de Ponta Grossa fundar uma nova obra na América. Falar da congregação é falar de Brígida Morello. Ela nasceu no dia 17 de junho de 1610, na Itália. Cresceu em um ambiente intensamente cristão. Desde criança manifestou o desejo de consagrar-se a Deus. 

     Casou-se aos 23 anos, após frequentes pedidos dos pais. Aos 27 anos, Brígida ficou viúva, e sem filhos. Consagra-se a Deus com voto de castidade perpétua e coloca-se a serviço da paróquia na esperança de tornar-se religiosa. Através da oração, Brígida intensifica o seu desejo de seguir a Cristo como monja, mas é rejeitada por ser viúva. 

     Deus tinha outros planos para ela.  Brígida, sob a influência do Espírito Santo, entendeu a importância da mulher na sociedade e fundou a Congregação Irmãs Ursulinas de Maria Imaculada, no dia 17 de fevereiro de 1649, destinada à formação cristã das famílias por intermédio da educação das meninas.  Brígida faleceu no dia 3 de setembro de 1679.  Foi beatificada em 15 de março de 1998 pelo Papa João Paulo II. Brígida Morello deixou para todos uma herança digna de admiração e um exemplo de como ser e tudo fazer para a maior glória de Deus.

     A presença das Irmãs Ursulinas de Maria Imaculada iniciou-se no Brasil no dia 13 de março de 1985, com o objetivo de dar educação às crianças das famílias carentes do Núcleo Santa Luzia e áreas vizinhas. Desde o início, as religiosas se engajaram no trabalho sócio-pastoral da Paróquia São Pedro Apóstolo. Em 1987, deu-se início às atividades do centro de educação infantil, suprindo assim as necessidades das famílias carentes da região. A congregação está presente, também, em Santos (SP) e Itália, Índia, África, Reino Unido e Irlanda. Em Ponta Grossa, são sete consagradas. “Para a cidade, as irmãs vieram exclusivamente para atuar com o Centro de Educação Infantil Maria Imaculada. A comunidade de Ponta Grossa está há mais tempo no Brasil”, destaca a Irmã Yvonne de Lima Fernandes.


FONTE

Congregação Irmãs Ursulinas de Maria Imaculada


Diocede Ponta Grossa
  |  


Navegue até a sua Paróquia